sexta-feira , 23 outubro 2020

Vigilantes bancários de São Fidélis, aderem à greve da categoria

SAM_0193

Os vigilantes bancários de São Fidélis, assim como os vigilantes de Campos, São João da Barra e Itaperuna, entraram em greve. O movimento é unificado e mais de 50 mil vigilantes, dos 13 sindicatos do Estado do Rio de Janeiro que paralisaram suas atividades.

A categoria reivindica reajuste salarial de 16%, plano de saúde, desconto SAM_0197do ticket alimentação de 20% para 5% e aumento do ticket de R$ 10 para R$ 20, além de jornada de trabalho de 44 horas semanais. A greve é por tempo indeterminado.

Segundo o Sindicato dos Vigilantes (Sindivig) de Campos, Luis Carlos Rangel da Rocha, sindicato responsável pela região, o sindicato não nenhuma proposta após uma tentativa de negociação feita com o sindicato patronal e o Ministério do Trabalho.

SAM_0211“Estamos esperando uma posição do sindicato patronal para avaliar e poder decidir o que faremos. Enquanto isso a greve vai continuar por tempo indeterminado”, disse Luis.

O sindicato informou também que os bancos não funcionarão sem os vigilantes por determinação da Polícia Federal. Enquanto durar a greve, apenas os caixas eletrônicos estarão liberados para atendimento ao público.

 

 

Mais do SFn