Vídeos: Após mais de 100 mm de chuva, Ribeirão transborda e Miracema amanhece debaixo d’água

Estação do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais registrou 122.4 milímetros de chuva em menos 12 horas. Além da inundação pelo transbordamento do Ribeirão, município também registrou deslizamentos de terra

Miracema também foi um dos municípios do Noroeste Fluminense atingidos pelas fortes chuvas que atingiram nossa região entre o começo da noite desta terça e parte da madrugada desta quarta-feira (09). A Secretaria de Segurança Pública, Defesa Civil e Demutran chegou a alertar os moradores para o risco de transbordamento do Ribeirão Santo Antônio, que corta o perímetro urbano do município. O Ribeirão começou a transbordar ainda na madrugada desta quarta. Diversas ruas de Miracema estão inundadas pela cheia do Ribeirão. Por volta das 3h30 da madrugada a água já havia inundado vários pontos do município.

“A Secretaria de Defesa Civil está nas ruas desde a noite de ontem, atendendo a diversas ocorrências! Em virtude do grande acúmulo de chuvas e com o transbordo do Ribeirão, muitas pessoas estão desabrigadas ou necessitando de auxílio! Já estamos com algumas famílias sendo acolhidas na secretaria, mas também estamos ilhados e fazendo todo o possível para atender toda a demanda! Em caso de necessidade ligue 153 ou 199”, publicou a Defesa Civil de Miracema.

Atualização > às 8h20 da manhã desta quarta a Defesa Civil informou que o nível da água começou a baixar.

Tem Instagram ❓❓ Siga o SF Notícias no Insta > @sfnoticias

continua após o vídeo

Ao SF Notícias, o secretário de Defesa Civil do município, o subtenente Glauco Sá, informou que foram registrados deslizamentos de terra. Nas redes sociais moradores relataram pontos de alagamentos durante o temporal desta terça.

A estação meteorológica do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais, o Cemaden, localizada no Centro da cidade, registrou 122.4 milímetros de chuva em menos 12 horas (dado atualizado às 03h da manhã desta quarta), sendo 51.2 mm em 6h. O acumulado de mais de 120 milímetros foi o segundo maior acumulado em todo o estado nas últimas 24h, perdendo apenas para Aperibé.

Alerta da Defesa Civil Nacional
Desde a última sexta-feira (04) o Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), por meio da Defesa Civil Nacional, vem alertando para a possibilidade de fortes chuvas em nossa região devido a formação da chamada Zona de Convergência do Atlântico Sul (ZCAS) – quando uma faixa de nuvens fica praticamente estacionada, provocando grande quantidade de chuvas contínuas, na mesma área, por, pelo menos, quatro dias.

O volume de chuvas previsto é acima de 100 milímetros por dia e a região segue em alerta para previsão de mais chuvas fortes até pelo menos esta quarta-feira. Os temporais podem ser acompanhados de ocorrências de alagamentos, inundações e enxurradas e de deslizamentos de terra em áreas de encosta. Isso também é reflexo dos altos acúmulos de chuva que vêm caindo sobre essas áreas ao longo das últimas semanas.

VEJA MAIS

VEJA MAIS