Urnas que serão usadas nas Eleições 2020 chegam a São Fidélis

A Justiça Eleitoral orienta que o eleitor leve de casa a sua caneta para assinar o caderno de votação e que higienize as mãos com álcool gel, antes e depois de votar
Fotos: SF Notícias

Está chegando o dia do eleitor fidelense escolher quem vai governar o município pelos próximos quatro anos. A eleição acontece neste domingo (15) e a 35ª Zona Eleitoral de São Fidélis terá a sua disposição 99 urnas eletrônicas. As urnas receberam os dados e foram lacradas durante uma audiência pública realizada pelo Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ) no dia 29 do mês passado, na sede da Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro, a UENF, em Campos. O local foi escolhido para ser o polo de cargas de urnas eletrônicas da região. Com escolta da Polícia Militar, as urnas saíram de Campos para São Fidélis nesta quinta-feira (12), e já estão no Fórum Francisco Polycarpo. O município tem 31.933 eleitores aptos a votar. (continua após a imagem)

O Colégio Estadual Barão de Macaúbas é o local que concentra o maior número de eleitores; são 5.811 eleitores. O segundo maior local de votação no município é o Colégio Estadual de São Fidélis, localizado no Centro; são 4.760 eleitores. Esse ano, devido à pandemia de Covid-19, o horário de votação foi ampliado em uma hora. Haverá horário de votação preferencial de 7h as 10h para pessoas acima de 60 anos, que fazem parte do grupo de risco para o coronavírus. Pessoas com menos de 60 anos, não estão impedidas de votar nesse horário, mas devem preferencialmente se programar para votar a partir das 10h.

Outras medidas de segurança sanitária também deverão ser seguidas nos locais de votação, como o uso obrigatório da máscara, e a proibição de consumo de alimentos. Ao entrar na seção, o eleitor deverá mostrar o documento oficial com foto, esticando os braços em direção ao mesário, que verificará os dados de identificação à distância. Caso julgue necessário, o mesário pode solicitar que o eleitor abaixe a máscara, para o reconhecimento facial. Outras orientações da Justiça Eleitoral são a de que o eleitor leve de casa a caneta para assinar o caderno de votação e que higienize as mãos com álcool gel, antes e depois de votar.

VEJA MAIS

VEJA MAIS