Serviço Geológico do Brasil indica que Itaperuna deve atingir cota de inundação nas próximas horas

Além da cheia do Rio Muriaé causada pelas fortes chuvas em Minas Gerais, um temporal provocou alagamentos e enxurradas na cidade de Itaperuna e em distritos nesta madrugada

As chuvas que caíram desde o início do ano elevaram os níveis dos rios da bacia do Muriaé em Minas Gerais e no Rio de Janeiro. Em Patrocínio do Muriaé (MG), o Rio Muriaé atingiu a cota de inundação nesta segunda-feira, dia 04/01 e a previsão é continuar subindo nas próximas horas. O monitoramento e previsão do Serviço Geológico do Brasil (SGB-CPRM) indica também que ainda hoje esta onda de cheia vai impactar Itaperuna, no Noroeste Fluminense, elevando o nível do Rio Muriaé até a cota de inundação.

Em Itaperuna, o Rio Muriaé atinge a cota de inundação aos 4 metros. A cota atual é 3,92 metros. A previsão é que às 20h a cota esteja próxima dos 4,33 metros. Em Cardoso Moreira, também no Noroeste Fluminense, o rio está registrando 4,92 metros, próximo a cota de alerta de 5 metros, mas ainda distante da de inundação, que só ocorre na cota de 7,50 metros. Além da cheia do Rio Muriaé causada pelas fortes chuvas em Minas Gerais, um temporal provocou alagamentos e enxurradas na cidade de Itaperuna e em distritos nesta madrugada.

continua após a imagem

Temporal na madrugada
Uma forte chuva atingiu cidades das regiões Norte e Noroeste na madrugada desta segunda-feira (04/01). A região de Itaperuna foi onde mais choveu. Por lá, ruas ficaram alagadas na área urbana e enxurradas foram registradas nos distritos de Raposo e Comendador Venâncio. Pelas redes sociais, moradores relataram alagamentos nos bairros Vinhosa, Cehab, Cidade Nova e no Loteamento Bom Pastor, no Aeroporto, além de ruas próximas ao Hospital São José do Avaí, no Centro. A água invadiu casas e estabelecimentos comerciais.

continua após o vídeo

Segundo o Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais, o Cemaden, foram registrados 59.8 milímetros de chuva no distrito de Raposo em 12 horas, sendo 45.6 em apenas 6 horas. Já a estação do bairro Aeroporto, na área urbana de Itaperuna, registrou 63.8 milímetros em 12 horas, sendo 55.8 em 6 horas. O distrito de Comendador Venâncio não possui uma estação pluviométrica oficial. A mais próxima fica em Laje do Muriaé, onde foram registrados 60.6 milímetros em 12 horas e 37.6 em 6 horas. A segunda estação mais próxima fica em Raposo.

VEJA MAIS

VEJA MAIS