Saudade em voz e violão: fidelense escreve música relembrando a infância na “Cidade Poema”

Na música, o cantor e compositor cita a ‘ponte de um carro só’, a Festa da Lagosta, lembra os desfiles na Avenida 7 de Setembro, entre outros fatos marcantes de sua infância. Veja o vídeo
Foto: reprodução

As lembranças de uma infância e juventude simples, onde crianças podiam brincar nas ruas; fatos marcados na história de uma cidade, como a ‘ponte de um carro só’, a Festa da Lagosta e os tradicionais desfiles na Avenida Sete de Setembro foram imortalizados na voz de Antônio José Pereira Coutinho, mais conhecido como Zezinho Coutinho, natural de São Fidélis, no Norte Fluminense. No último sábado (15/08) ele publicou um vídeo em uma rede social cantando uma canção que escreveu para a “Cidade Poema”. Ele conta que a música “Saudade de SF” foi escrita há cerca de três meses. “Escrevi essa música há um tempo. Não tenho só essa música, tenho sobre Arraial do Cabo, tenho a música “Amigos da Penha”, músicas compostas para minha mãe, pai, filhos. Acho que chega a umas 40. Trabalho só nessa área de composição” – contou ao SF Notícias o fidelense, que atualmente mora em Guapimirim, na Região Serrana do Rio, mas viveu 25 anos em Cabo Frio. O cantor, que está na cidade por motivos de doença na família e revela que pretende se mudar definitivamente no próximo ano, disse que a saudade o levou a escrever a música. “A saudade da cidade já é uma inspiração. Sai daqui em 1986, vai fazer 34 anos ausente de São Fidélis, então a saudade faz isso. Eu queria falar um pouco da cidade e falar um pouco de mim, do passado. O que está na música é isso, um moleque feliz, fala de roubar laranja madura, coisa da infância, do passado. Tomar banho nesse lago da praça, no chafariz, relembrando a ponte de um carro só e não podemos esquecer da Matriz, que é um cartão postal” – disse, lembrando trechos da canção. (continua após o vídeo)

O vídeo gravado no alto de um morro, próximo ao bairro da Penha, já tem mais de 2.400 visualizações e rendeu elogios ao cantor, que recebeu muitas mensagens de fidelenses que se identificaram com a música. “Fico feliz. Recebi muitas mensagens relembrando o passado, inclusive aqui mesmo no bairro da Penha, eu tenho uma música escrita para os amigos da Penha, então eles me acompanham. A gente fica muito feliz de fazer algo para uma cidade que as pessoas ligam pra gente agradecendo. Através dessa música conheci pessoas que não sabia que eram meus irmãos fidelenses. Eu fiz e nem pensei nesse lado, foi mesmo amor à cidade” – afirmou. Zezinho disse ainda que recebeu pedidos para gravar a música em estúdio e que pretende fazer uma gravação mais acústica para ser publicada em seu canal no YouTube. Veja outros vídeos do cantor e compositor AQUI.

VEJA MAIS

VEJA MAIS