Salve terra fidelense! São Fidélis celebra 240 anos de fundação; saiba como foi a chegada dos frades capuchinhos

Vindos de Campos, antiga Vila de São Salvador, os frades capuchinhos Frei Vitório de Cambiasca e Frei Ângelo Maria de Luca alcançaram as terras fidelenses em 27 de setembro de 1781
Imagens: SF Notícias

Nesta segunda-feira (27/09) data em que se celebra os 240 anos de fundação de São Fidélis, no Norte Fluminense, o SF Notícias lhe convida a mergulhar na história do município, relembrando a chegada dos frades capuchinhos Frei Vitório de Cambiasca e Frei Ângelo Maria de Luca. “Frei Ângelo e Frei Vitório chegam a São Fidélis vindos da Vila de São Salvador (Campos). Já moravam no Brasil, eram da ordem capuchinha, franciscana. No dia 27 de setembro sobem o rio para encontrar os índios e povoação que aqui já se encontrava. Importante dizer que as nossas terras já eram ocupadas por colonizadores” – relata o servidor do Museu e Biblioteca Corina Peixoto de Araújo, Pedro Silva.

Tem Instagram ❓❓ Siga o SF Notícias no Insta > @sfnoticias

No dia seguinte à chegada dos frades foi celebrada a primeira missa, em oratório improvisado, que no futuro se tornaria a Igreja Matriz de São Fidélis. Já um ano após a chegada dos frades, em 1782, ocorreu a celebração da Semana Santa e em abril a primeira Festa de São Fidélis. Com o grande desenvolvimento agrícola, ao lado da exploração da madeira de lei, o povoado progrediu rapidamente, sendo elevado à categoria de freguesia em 1840.

Já em abril de 1847, São Fidélis recebeu a visita do Imperador D. Pedro II em casa do coronel João Manoel de Souza, mais tarde Barão de Vila Flor. Casa esta onde funciona o Museu e Biblioteca Corina Peixoto de Araújo, que neste ano celebra seus 80 anos. Nele estão documentos, livros e dezenas de outros itens que contam a história do município. Confira um pouco da história fidelense no vídeo abaixo:

VEJA MAIS

VEJA MAIS