Relatório aponta influência do tráfico de drogas nas eleições em dois pontos de São Fidélis

Relatório do Disque-Denúncia é baseado em denúncias recebidas pelo serviço entre 27 de setembro, quando começou a campanha eleitoral, e o dia 13 deste mês. O município não aparece na lista de cidades com influência de grupos milicianos
Imagens: Evangelista Drone / reprodução

A milícia e o tráfico de drogas avançam cada vez mais no estado do Rio de Janeiro, e já influenciam em cidades do interior. É o que mostra um relatório do Disque Denúncia RJ baseado em denúncias recebidas entre 27 de setembro, quando começou a campanha eleitoral, e o dia 13 deste mês, quando foram cadastradas 13 informações relacionadas a atuação de traficantes de drogas e 24 de milicianos. No relatório constam denúncias reportando a atuação do tráfico e da milícia e influenciando nas eleições em 14 cidades do estado, entre elas, São Fidélis, no Norte Fluminense, e Natividade, no Noroeste do estado. Os dois únicos municípios do interior estão na lista daqueles que sofrem influência de traficantes de drogas, em determinadas localidades, no período eleitoral. (continua após a publicidade)

De acordo com o relatório, dentro do período analisado, as denúncias informam, em linha gerais, sobre o envolvimento de alguns candidatos a cargos políticos (principalmente ao cargo de vereador), com traficantes de drogas que atuam em determinadas comunidades. Segundo as denúncias, em alguns casos os candidatos chegam a negociar com os traficantes o direito de exclusividade de campanha nas comunidades onde atuam, recebendo apoio direto dos traficantes em suas candidaturas. Dados obtidos pelo SF Notícias mostram que denúncias feitas ao Disque Denúncia apontam influência do tráfico de drogas nas eleições em dois pontos de São Fidélis, sendo um na Vila Tião Paulo e outro no bairro São Vicente de Paula. O Disque Denúncia recebeu uma denúncia de cada uma dessas localidades. As denúncias são investigadas pela Polícia Civil do estado.

VEJA MAIS

VEJA MAIS