Projeto ‘Ambiente Jovem’ começa suas atividades em São Fidélis

Projeto visa formar, em todo o estado, agentes multiplicadores voltados para a transformação socioambiental

Aconteceu nesta terça-feira, dia 05, no auditório da Faculdade Censupeg, em São Fidélis, a aula inaugural do projeto “Ambiente Jovem”, desenvolvido pela Secretaria de Estado do Ambiente e Sustentabilidade que vai formar, em todo o estado, agentes multiplicadores voltados para a transformação socioambiental. A primeira aula contou com a participação de uma equipe do Rio de Janeiro, onde foi entregue todo o material do projeto e realizado o cadastro biométrico em todos os alunos que foram selecionados.

Tem Instagram ❓❓ Siga o SF Notícias no Insta > @sfnoticias

O projeto foi idealizado pelo Deputado Estadual, Thiago Pampolha, no tempo em que esteve como Secretário de Estado do Ambiente e Sustentabilidade. O projeto hoje é uma realidade em todo estado do Rio de Janeiro e irá atingir 6 mil jovens. O município de São Fidélis foi o núcleo que teve a maior adesão de inscritos.

continua após a imagem

Cerca de 285 jovens se inscreveram, mas como o número de vagas era limitado, apenas 50 jovens foram selecionados. O processo de seleção foi realizado pela ONG responsável pelo projeto e os parâmetros de avaliações foram realizados por assistentes sociais e psicólogos. Esse projeto foi um pedido de José Guilherme, representante do Inea no município, ao então Secretário de Estado do Ambiente e Sustentabilidade da Thiago Pampolha, que foi prontamente atendido. Ele destacou a importância do projeto nas suas redes sociais.

“Participamos hoje da aula inaugural do maior projeto de Educação Ambiental do Brasil. Esse projeto foi idealizado pelo deputado Thiago Pampolha enquanto esteve como secretário e nossa cidade teve o privilégio de ser selecionada para recebê-lo. Podemos afirmar hoje, que o “Ambiente Jovem” já é realidade em nossa cidade e muito em breve estará transformando vidas de inúmeros jovens em agentes ambientais capazes de se tornarem atores de transformação em seu território”, disse.

Os alunos deverão frequentar as aulas três vezes durante a semana, onde estarão sempre em contato direto com temas relacionados ao meio ambiente. É obrigatório computar todo mês 80% de presença nas aulas, sendo imediatamente desligado aquele aluno que não obtiver. Havendo desistências ou desligamentos serão chamados os alunos selecionados que estão na fila de espera. Cada jovem receberá uma bolsa auxílio no valor de R$ 200,00 durante 8 meses.

VEJA MAIS

VEJA MAIS