segunda-feira , 19 outubro 2020

Prestadores de serviço da Ampla fazem greve em seis cidades

Fotos: Carlos Grevi / Ururau
Fotos: Carlos Grevi / Ururau

Técnicos de três empresas que prestam serviço para a Ampla em Campos, Santo Antônio de Pádua, Itaperuna, Macaé, São Gonçalo e Niterói cruzaram os braços por tempo indeterminado na manhã desta terça-feira (26/08), reivindicando melhores condições de trabalho.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Indústria de Energia Elétrica do Norte e Noroeste Fluminense (STIEENF), Otacílio de Souza Júnior, os trabalhadores reivindicam isonomia no ticket refeição, plano médico sem coparticipação, já que atualmente, segundo Otacílio, é descontado um percentual do salário do trabalhador e o mesmo ainda deve pagar por consultas, em caso de necessidade. Além disso, os funcionários reivindicam piso salarial condizente com a categoria da função que exercem, técnico eletrotécnico.

Parque Rosário, os trabalhadores seguiram em caminhada até a sede do sindicato, na Avenida 28 de Março, onde decidiriam quem seriam os funcionários que deveriam trabalhar a fim de cumprir a determinação de manter 30% do efetivo durante o movimento de greve.

Durante a paralisação dos trabalhadores, somente serviços emergenciais serão executados.

 

Mais do SFn