Prefeituras de Cambuci, Pádua, Itaocara, Miracema e Aperibé decidem manter comércio não essencial fechado

Já nos municípios de Italva, Cardoso Moreira, S.S. do Alto, Trajano e Madalena a reabertura do comércio foi autorizada
Para reabrir o comércio, municípios devem ter condições de manter barreiras sanitárias rigorosas, segundo o decreto

Na última terça-feira (07/04) foi publicado no Diário Oficial do Estado do Rio de Janeiro um decreto onde o governador Wilson Witzel autorizava a abertura do comércio considerado não essencial em municípios que não foram confirmados casos de coronavírus. A maioria deles está localizada nas regiões Norte e Noroeste Fluminense. Entretanto, a execução do decreto é facultada aos prefeitos e alguns deles optaram por manter o comércio fechado. Nessas cidades, seguem autorizadas as atividades internas dos estabelecimentos comerciais, e a realização de transações comerciais por meio de aplicativos, internet, telefone e os serviços de entrega (delivery). Em nota a Prefeitura de Cambuci informou que as medidas de prevenção descritas no decreto municipal de 21 de março incluindo a suspensão de atendimento presencial ao público em estabelecimentos comerciais não essenciais, prevalecerão por prazo indeterminado. (continua após a publicidade)

Em Santo Antônio de Pádua a prefeitura manteve os dispositivos contidos no Decreto nº 038/2020 recomendado pela Coordenadoria Municipal de Prevenção e Combate ao novo COVID-19, com o cunho de amenizar a evolução e difusão do coronavírus no município. O decreto municipal citado autoriza o funcionamento apenas de lotéricas, bancos e afins; casas de Ração e de serviços de alimentação e cuidado com animais – pet shops; clínicas Médicas e Veterinárias; distribuidoras de Gás de cozinha; e atividades de Delivery. Estabelecimentos que comercializam gêneros de primeira necessidade como supermercados, mercados, mercearias, padarias, quitandas, farmácias e postos de combustível seguem autorizados a funcionar. As restrições junto ao comércio e aglomeração de pessoas foram mantidas em Itaocara. A prefeitura informou em nota que estas são medidas necessárias para evitar a contaminação em massa e sobrecarregar o sistema de saúde. A Prefeitura de Miracema também decidiu manter o comércio fechado, exceto os essenciais, até a segunda-feira (13/04), quando nova decisão será tomada. As barreiras sanitárias serão mantidas. A Prefeitura de Aperibé, em publicação em uma rede social, afirmou que manterá as restrições junto ao comércio e aglomeração de pessoas. Já em Cardoso Moreira e Italva a decisão das prefeituras foi pela reabertura de todos os estabelecimentos, mas os mesmos devem adotar todas as recomendações das autoridades sanitárias, além de evitar aglomerações de clientes.

Fotos: Divulgação

Na Região Serrana, a prefeitura de Duas Barras decidiu por manter o comércio fechado. Já as prefeituras de São Sebastião do Alto, Trajano de Moraes e Santa Maria Madalena autorizaram a reabertura do comércio. Os estabelecimentos deverão seguir as recomendações de higienização e evitar aglomerações, em prevenção ao coronavírus. Em Madalena, a autorização não abrange hotéis, pousadas, casa de shows ou de eventos, clubes sociais e similares, e em Trajano também foi autorizada a reabertura de academias. A Prefeitura de Macuco ainda não se pronunciou. Em Cordeiro, foram convocadas reuniões com os comerciantes, mas ainda não foi divulgado se o comércio permanecerá fechado ou será reaberto.

VEJA MAIS

VEJA MAIS