Prefeitura de São Fidélis autoriza reabertura de academias e estabelecimentos similares

Estabelecimentos deverão adotar medidas de prevenção à disseminação do coronavírus; decreto também estendeu até o próximo dia 15 a autorização para funcionamento do comércio, bares, lanchonetes e congêneres
Fotos: SF Notícias

Através de um decreto publicado no Diário Oficial nesta terça-feira (30/06) a Prefeitura Municipal de São Fidélis, no Norte Fluminense, autorizou a reabertura de academias de ginástica e estabelecimentos similares, mediante a adoção de medidas de prevenção à disseminação do novo coronavírus. Segundo o decreto, esses estabelecimentos deverão manter uma ocupação de um cliente a cada 10m², com utilização de bebedouros somente para uso de garrafas próprias; exigir o uso de toalhas próprias dos clientes; regular os horários para que haja o menor número de pessoas possível simultaneamente no espaço, inclusive com intervalos entre horários para minimizar o contato entre clientes; promover a higienização de equipamentos após cada uso, sendo vedado o revezamento; e clientes e funcionários deverão higienizar as mãos com água e sabão ou álcool na entrada e saída do estabelecimento, e sempre que utilizar os equipamentos e em intervalos de realização das atividades. (continua após a publicidade)

Nesta quarta (01/07) o município completa um mês com o comércio aberto. O decreto desta terça estendeu até o próximo dia 15 a autorização para funcionamento desses estabelecimentos, assim como de bares, restaurantes, lanchonetes, e congêneres. Entre as medidas de prevenção a serem adotadas pelos comerciantes estão o controle no distanciamento e acesso dos clientes; gerenciamento de filas; intensificação das ações de limpeza e higiene; disponibilização e exigência do uso de máscaras pelos funcionários e assepsia das mãos; possibilidade de afastamento de funcionários que fazem parte do grupo de risco; afastamento imediato de funcionários que apresentarem qualquer sintoma; além de assegurar que todos clientes antes de adentrarem no comércio higienizem as mãos e utilizem máscaras. O funcionamento de bares, lanchonetes e restaurantes fica limitado a 50% da capacidade de lotação. O decreto na íntegra pode ser conferido AQUI.

VEJA MAIS

VEJA MAIS