Portal dos Procurados divulga cartaz com suspeito de estupro contra crianças de 8, 11 e 12 anos em Miracema

A mãe de uma das crianças foi presa suspeita de exibir a própria filha nua em uma chamada de vídeo e de levar a menina para um motel para ser estuprada pelo suspeito

O portal dos Procurados divulgou um cartaz pedindo informações que possam ajudar nas investigações da Polícia Civil de Miracema, no Noroeste Fluminense, a encontrar o ex-tesoureiro da Câmara de Vereadores do município, Moisés Alves de Matos, de 44 anos, que é suspeito de estupro de vulnerável contra três crianças. Ele é considerado foragido da Justiça. Os casos foram divulgados pelo SF Notícias nos últimos dias, e a mãe de uma das crianças foi presa suspeita de exibir a própria filha nua em uma chamada de vídeo e de levar a menina para um motel para ser estuprada pelo suspeito.

Tem Instagram ❓❓ Siga o SF Notícias no Insta > @sfnoticias

Segundo o Delegado Titular da 137ª Delegacia de Polícia de Miracema, Gésner César Bruno, as investigações tiveram início após uma das vítimas ter filmado o ato sexual – a pedido de Moisés Matos – e ter postado o vídeo, acidentalmente, nas redes sociais. Apesar do suspeito ter apagado rapidamente, populares viram as imagens e levaram até a delegacia. O crime ocorreu no dia 06 de agosto. De acordo com as investigações, o procurado teria oferecido dinheiro para a menina de 11 anos e o menino de 8 anos, mantendo relação sexual com as vítimas em um motel. As crianças teriam entrado abaixadas, no banco de trás do veículo. As investigações apontam que este não foi um fato isolado, e que as crianças teriam sido vítimas do indiciado em outras ocasiões. O delegado informou ainda que a delegacia de Miracema tem recebido diversas informações de que essas duas crianças não são vítimas isoladas do indiciado.

A delegacia de Miracema, com apoio do conselho tutelar e do 36º BPM, continuou com as investigações e descobriu uma terceira vítima, uma menina de 12 anos. O que chama ainda mais atenção é que as investigações apontam que a menina teria sido levada para o motel pelo indiciado e pela própria mãe dela, e que no mesmo dia, o suspeito também teria tido relações sexuais com a mãe da menina, na presença da criança. As investigações apontam também que a mãe recebeu dinheiro do denunciado para entregar a criança. Ela foi presa no último dia 27.

“Consta também que a genitora da vítima realizou chamada de vídeo para Moisés, no qual exibia a vítima nua enquanto ele se masturbava. Consta ainda, segundo relato da vítima, que por diversas vezes a genitora fez vídeos e tirou fotos da filha nua e as enviou a Moisés”, contou o delegado. Ele também disse que a mãe proibia a filha de contar tais acontecimentos para alguém dizendo que, “se esta o fizesse, a deixaria roxa e que se descobrisse alguma denúncia, mandaria os meninos do morro matarem seus avós, os quais são muito próximos”.

Contra Moisés Alves, foram expedidos dois mandados de prisão, sendo uma Temporária, pelo crime de: Estupro de Vulnerável (Art. 217-a – Cp), e uma Preventiva pelo crime de: Estupro de Vulnerável (Art. 217-a – Cp); Violência Doméstica Contra a Mulher (Art. 7º, Lei 11340/06); Satisfação de Lascívia Mediante Presença de Criança Ou Adolescente (Art. 218-a, Cp), respectivamente pela 2ª Vara Criminal de Miracema e Juizado Especial Adjunto Criminal Comarca de Miracema.

VEJA MAIS

VEJA MAIS