terça-feira , 27 outubro 2020

Policiais de São Fidélis atuam na segurança durante a greve dos rodoviários em Campos

A greve dos rodoviários em Campos que já dura seis dias, vem causando transtornos a população. Para tentar resolver parte do problema, uma operação envolvendo o Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), o Corpo de Bombeiros Militar, a Polícia Militar, além de várias Secretarias da Prefeitura Municipal, está sendo feita em todo o município para garantir parte do transporte a população. 

scsdvgfdbn
Fotos: Vinnicius Cremonez/ Lohaynne Gregório/BandFM

A Prefeitura Municipal de Campos, entende que a paralisação é abusiva, pois os rodoviários estão descumprindo a lei de greve que é de manter 30% da frota em circulação. Durante as ações, 53 coletivos foram recolhidos e levados para o pátio da antiga Ceasa, no Parque São Mateus, onde ficarão acautelados até saírem às ruas para atender a população. Os órgãos realizaram diligências nas 12 garagens de ônibus para que se faça cumprir a legislação.

Os ônibus serão conduzidos por 70 motoristas da prefeitura com CNH de categoria D que estarão fazendo o transporte. Os ônibus estão circulando sob responsabilidade da prefeitura e  não será cobrado passagem durante esse período. Uma licitação para resolver o problema do trasporte público em Campos, está marcada para o próximo dia 26 de maio.

sacdsbfcnckDurante a greve, Policias Militares e Guardas Municipais estarão circulando dentro do coletivo para garantir a segurança dos usuários. Polícias também estão espalhados por vários pontos da cidade para evitar manifestações e impedimento da circulação dos ônibus. Mesmo com tanta segurança, cinco manifestação foram realizadas em Campos somente hoje, sendo quatro delas na BR 101.

Policiais de outras cidade como São Fidélis, foram remanejados par estarem atuando em Campos durante a greve. Nossa redação conversou por telefone como Comandante da 4º Companhia de Polícia Militar de São Fidélis, Tenente Sudário, que afirmou que esse fator não vai interferir na segurança do município.

“Não foram todos, e sim alguns policiais. Essa situação e momentânea e pontual, e que esses policias que foram remanejados estarão voltando para o município”. disse Sudário.

jnjsnoikpfef

Mais do SFn