Polícia cumpre mandados e prende acusados de tráfico, associação e tortura mediante sequestro em São Fidélis 

Segundo o delegado, as investigações iniciaram após os investigados terem sequestrado e espancando um homem acusado de ter furtado uma televisão, demonstrando justiçamento à comunidade local

Policiais civis da 141ª Delegacia de Polícia de São Fidélis, coordenados pelo delegado titular Dr. Carlos Augusto Guimarães da Silva, com apoio de policiais militares, cumpriram, nesta quinta-feira (01/07), mandados expedidos pela Justiça contra investigados por tráfico de drogas e associação para o tráfico, além de tortura mediante sequestro. Durante a ação os policiais apreenderam um carro, modelo Ford/Fusion, certa quantidade de maconha e pés de maconha.

Ao SF Notícias, o delegado informou que as investigações se iniciaram após os investigados terem sequestrado e espancado um homem acusado de ter furtado uma televisão no dia 10 de maio na Chatuba, demonstrando justiçamento à comunidade local. Na ocasião eles teriam usado um veículo que foi aprendido hoje. Ainda segundo o delegado, após o sequestro, a localização da vítima e a identificação dos acusados, verificou-se que as mesmas pessoas estão envolvidas em outros delitos graves praticados no município.

Tem Instagram ❓❓ Siga o SF Notícias no Insta > @sfnoticias

“O inquérito primitivo fora relatado com representação por medidas cautelares, sendo três pessoas indiciadas pelo crime de tortura mediante sequestro. Já a vítima do sequestro foi indiciada pela prática de furto do citado televisor, que foi devolvido ao proprietário”, disse o delegado. Já em relação ao cumprimento de mandado de hoje, dois dos três envolvidos no sequestro também foram autuados em flagrante por tráfico e associação para o tráfico. No aparelho celular de um dos investigados a polícia encontrou diálogos que denotam a associação destes para o tráfico e a referência a arma de fogo em suas atividades criminosas.

“A Polícia Civil solicita a colaboração de todos para tornarmos São Fidélis uma cidade mais segura. Denúncias podem ser feitas através do telefone da delegacia (22) 2758-1317. O sigilo é garantido!”, concluiu o delegado.

VEJA MAIS

VEJA MAIS