Polícia Ambiental fecha ‘rinha de galo’ em Cardoso Moreira

rinha-de-galo-3
Fotos: 3ª UPAm

Um homem e um jovem foram presos após policiais ambientais encontrarem uma ‘rinha de galo’ durante uma operação para combater crimes contra animais em Cardoso Moreira. A rinha funcionava no Sítio Pedra d’ Água, localizado no distrito de São Joaquim, que faz divisa com São Fidélis. No momento em que os policiais da 3ª Unidade de Polícia Ambiental do Parque Estadual do Desengano (3ª UPAm) chegaram ao local, não havia nenhuma briga entre as aves.

No local os policiais encontraram 43 galos de briga acondicionados em gaiolas e 14 pássaros da fauna silvestre em cativeiro, sendo eles um Trinca-Ferro, um Sanhaçu, um Canário da Terra e onze Coleiros. Os policiais encontraram também uma bolsa com 30 toalhas para enrolar os galos, 60 anilhas de plástico, rinha-de-galo-2uma balança e uma caixa de medicamentos para o uso nos galos.

Um homem identificado como M.E.M., de 47 anos, e o jovem L.T.C., de 24 anos, que se identificaram como proprietários dos animais foram presos e encaminhados para a 148ª Delegacia Legal de Italva, onde o caso foi registrado. O local onde funcionava a rinha foi periciado pela Polícia Civil. Os pássaros foram encaminhados para o Parque Estadual do Desengano, onde após passar por uma triagem e serem examinados por biólogos e veterinários, os mesmos serão devolvidos ao seu habitat natural.

VEJA MAIS

VEJA MAIS