quinta-feira , 22 outubro 2020

Pezão pede que Força Nacional e Exército fiquem de prontidão no Estado Familiares de policiais militares estão organizando protestos que devem acontecer amanhã (10/02) na porta de batalhões em todo o Estado.

Familiares de policiais militares estão organizando protestos que devem acontecer amanhã (10/02) na porta de batalhões em todo o Estado.

Fotos: SF Notícias

O governador Luiz Fernando Pezão pediu que a Força Nacional de Segurança e o Exército Brasileiro fiquem de prontidão para auxiliar o Governo do Estado do RJ caso haja necessidade no reforço da segurança no território fluminense. A afirmação foi feita por Pezão durante uma entrevista à Rádio Gaúcha. Mesmo pedido prontidão para as Forças Armadas, Pezão disse que não acredita em uma paralisação de PMs em ato semelhante ao Espírito Santo.

Em grupos de whatsapp, familiares de policiais militares estão organizando protestos que devem acontecer amanhã (10/02) na porta de batalhões em todo o Estado. Em decorrência do Regime Interno da corporação, os policiais não podem fazer greve ou paralisação; por esse motivo, os protestos estão sendo organizados por seus familiares. O movimento busca cobrar do Governo do Estado o pagamento do 13º salário, do RAS e de metas alcançadas em 2015.

A ideia é fazer algo semelhante ao que está acontecendo no Espírito Santo. Os familiares devem ir para a porta dos batalhões e impedir a saída dos policiais para patrulhamento na cidade. “Levam água, alimentos e cadeiras”, disse o integrante de um dos grupos criados no whatsapp.

Espírito Santo 

A greve da Polícia Militar tem provocado uma onda de violência na região metropolitana do estado. Familiares de PMs pedem reajuste salarial e protestam impedindo a saída dos militares dos batalhões. Até a manhã desta quinta, o sindicato dos policiais já tinha registrado 101 mortes violentas.

Baixe agora o Aplicativo do SF Notícias em seu celular, é grátis! https://goo.gl/w4WvaY.

Mais do SFn