Para homenagear o noivo, moradora de Aperibé chega ao casamento de ambulância

O veículo tem um significado especial para o casal, já que foi em uma ambulância que eles se conheceram. Juldazio é motorista de ambulância e Rosangela tem uma grande admiração pela paixão do marido pelo trabalho

Uma noiva moradora de Aperibé, no Noroeste Fluminense, chegou de maneira inusitada em seu casamento, ocorrido no último sábado (09), em uma Igreja Batista. Para encontrar seu noivo, o Juldazio Arcanjo Silva, no altar, Rosangela chegou ao local em uma ambulância. O veículo tem um significado especial para o casal, já que foi em uma ambulância que eles se conheceram. “Tudo começou quando ele foi fazer uma transferência da minha tia para Itaperuna, e eu fui de acompanhante. Ele era o motorista da ambulância e eu o conheci fizemos amizade, começamos a conversar, nessa conversa surgiu o namoro. Ele já trabalhava na Prefeitura de Aperibé como motorista de ambulância no hospital municipal” – conta Rosangela.

Tem Instagram ❓❓ Siga o SF Notícias no Insta > @sfnoticias

Veio então o noivado e os planos para o casamento. Rosangela a cada dia ficava mais admirada com a paixão do noivo pelo trabalho, por salvar vidas. “Não tem dia, não tem hora e ele faz não por dinheiro, mas sim por amor e eu acho isso muito lindo. O carinho que ele tem em buscar os idosos, algumas vezes em um lugar de difícil acesso para se locomover com a maca, ele pega no colo coloca na maca leva para o hospital e sempre com muito carinho” – conta. E foi assim que a noiva decidiu homenageá-lo. Mas, o plano de chegar ao casamento de ambulância quase não deu certo, relata Rosangela. “Eu fiz de tudo para conseguir uma ambulância, mas não consegui até o sábado dia 9 não tinha conseguido. Então eu falei com ele: “meu maior sonho seria chegar na igreja de ambulância para te homenagear”; eu fiquei triste porque eu não tinha conseguido a ambulância, mas eu falei “o importante é que nós vamos nos casar”.

continua após a imagem

Mas, uma amiga de Rosangela lhe passou o número de uma empresa de home care. “Entrei em contato e eles me abençoaram para que eu pudesse realizar o meu sonho de homenagear o meu esposo. Essa pessoa dona da empresa me abençoou quando eu perguntei a ela qual seria o valor, ela disse que o valor já teria sido pago por Deus” – conta Rosangela. A ambulância foi esterilizada e a equipe buscou a noiva em um salão e a levou até a igreja. “Quando chegamos as pessoas já estavam dentro da igreja, mas quando ouviram a sirene da ambulância as pessoas ficaram preocupadas achando que tinha alguém passando mal e saíram para ver, até meu amor, ele saiu também ficou na porta da igreja. Aí ele colocou a mão no rosto falou assim ‘ela conseguiu a ambulância’. A ambulância estacionou na porta da igreja, todos ficaram emocionados, pois a noiva chegou de ambulância para homenagear o seu marido. Ele ficou radiante de alegria, emocionado” – relata. O topo do bolo do casal também foi uma forma de homenagem, já que os “noivinhos” estavam ao lado de uma ambulância.

VEJA MAIS

VEJA MAIS