Pai que matou a própria filha, bebê de um ano e 11 meses, é condenado a 26 anos de prisão no RJ

Ele foi condenado por homicídio duplamente qualificado (meio cruel e mediante recurso que dificultou a defesa da vítima). O crime foi presenciado por um dos irmãos de vítima, de quatro anos

O Conselho de Sentença do Tribunal de Júri de Seropédica, Região Metropolitana do Rio, condenou a 26 anos e cinco meses de reclusão um homem que matou a própria filha de um ano e 11 meses. O acusado foi condenado por homicídio duplamente qualificado (meio cruel e mediante recurso que dificultou a defesa da vítima), majorado pela idade da vítima. A sentença foi dada pelo juiz Guilherme Grandmasson Chaves nesta quinta-feira (8/7).

Tem Instagram ❓❓ Siga o SF Notícias no Insta > @sfnoticias

De acordo com o Tribunal de Justiça do Rio, ao chegar em casa depois de uma ausência de cerca de quatro horas, a mãe da criança notou que a mesma estava desacordada, diferente de como a havia deixado horas antes, sob os cuidados do pai. Ela chegou a ser levada ao hospital, mas já chegou sem vida ao local. Ainda segundo o TJRJ, o crime foi presenciado por um dos irmãos de vítima, de quatro anos, que foi quem contou à polícia como e onde aconteceram as agressões. De acordo com a perícia, a causa da morte foi uma hemorragia interna causada por ações contundentes, provavelmente chutes e socos.

A sessão plenária do Tribunal do Júri foi realizada na Câmara Municipal de Seropédica em razão do termo de cessão assinado entre o Poder Judiciário do Rio de Janeiro e a Câmara Municipal de Seropédica. A sessão aconteceu com toda a estrutura montada pelo Tribunal de Justiça.

VEJA MAIS

VEJA MAIS