Pagamento de auxílio emergencial gera fila gigante, que dobra o quarteirão, em agência da Caixa de S.Fidélis

Segundo o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, as filas nas agências do banco ocorrem porque os beneficiários do Programa Bolsa Família e os informais sem conta demandam atendimento pessoal
Fotos: SF Notícias

As filas seguem gigantes nas agências bancárias da Caixa na maior parte das cidades brasileiras. Em São Fidélis, no Norte Fluminense, não é diferente. Nesta segunda-feira (04/05) uma imensa fila se formou na única agência da Caixa na cidade. A agência fica na Rua Dr. José Francisco, mas a fila percorre parte da Avenida Sete de Setembro e já chega em boa parte da Rua Frei Vitório. A maior parte das pessoas estão respeitando o distanciamento pedido pelos órgãos de saúde, por isso a fila se torna ainda maior. Hoje as agências, em todo o país, abriram duas horas mais cedo para o atendimento de pessoas aptas a receber o auxílio emergencial de R$ 600. As agências funcionarão das 8h às 14h. O banco também anunciou um reforço no número de vigilantes nas agências. Serão mais 2.800 que vão se juntar aos 2 mil que já estavam atuando. Além deles, outras 389 recepcionistas vão reforçar orientação e atendimento ao público. A medida tem por objetivo evitar grandes filas e aglomeração. Segundo o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, as filas nas agências do banco ocorrem porque os beneficiários do Programa Bolsa Família e os informais sem conta demandam atendimento pessoal. O banco também está em contato direto com as prefeituras com objetivo de fechar parcerias para atendimento à população e divulgação de informações. (continua após a foto)

Ainda de acordo com a Caixa, a prioridade ainda é manter o atendimento digital, por meio do cadastramento por app, site e a movimentação do benefício pelo “Caixa Tem”. A Caixa ressalta a importância de que só devem ir pessoalmente às agências os usuários que precisam realizar serviços essenciais ou os beneficiários que receberam o auxílio na Poupança Social Digital e querem receber o benefício em dinheiro. O banco orienta que aqueles que receberam o crédito por meio da “Poupança Digital Caixa” devem pagar boletos e contas de água, luz, telefone, entre outras, bem como fazer transferências para outros bancos por meio do aplicativo. Os beneficiários do Bolsa Família aptos para o auxílio recebem o crédito no mesmo calendário e na mesma forma do benefício regular, por meio do cartão Bolsa Família nos canais de autoatendimento, lotéricas e correspondentes “Caixa Aqui”; ou por crédito na conta “Caixa Fácil”.

VEJA MAIS

VEJA MAIS