Padre Gaspar e fiéis de São Fidélis iniciam treinos para a 3ª Bike Romaria com destino ao Santuário de Aparecida

Expectativa dos romeiros é de que o cenário melhore nos próximos meses e a Bike Romaria aconteça no final de agosto. Para isso, o grupo já iniciou os treinos
2ª Bike Romaria aconteceu em 2019

No ano passado eles chegaram a se programar, mas os planos mudaram devido à pandemia do novo coronavírus. Mas, a expectativa do Padre Gaspar Pelegrini e mais 22 fiéis é de que o cenário melhore nos próximos meses e a 3ª Bike Romaria aconteça no final do mês de agosto. Para isso, o grupo já iniciou os treinos. “No ano passado programamos, chegamos a fazer uma reunião inicial, marcamos a data. Mas, devido à situação geral da pandemia, achamos melhor logo cancelar. Esse ano, embora estejamos ainda num momento muito crítico, a viagem seria em agosto, então pra gente poder ir em agosto temos que começar a nos preparar com antecedência, sobretudo manter um bom ritmo de treino por ser uma distância muito grande” – relata o padre Gaspar. Uma reunião foi realizada em fevereiro para definir a data, que deve ser entre 24 a 31 de agosto (ida e volta).

O grupo combinou de realizar um treino coletivo sempre no último domingo do mês. “A finalidade desse treino é avaliar um pouco o condicionamento de cada um, para enfrentar uma distância maior e também pra todo mundo se enturmar, sobretudo os que ainda não foram terem a dinâmica de andar em grupo, de andar em rodovias, que é diferente de fazer, por exemplo, pedais aqui pela nossa zona rural. Então, um cuidado grande nas rodovias movimentadas, como se anda no asfalto, a distância que é preciso ter de cada um” – explica o padre. A finalidade do grupo é manter a tradição de ir todos os anos até Aparecida, como um gesto de fé e devoção à Nossa Senhora, além dos motivos pessoais de cada um. Além dos 500 quilômetros até o Santuário Nacional, em São Paulo, alguns integrantes também pretendem retornar para São Fidélis sobre duas rodas, ou seja, devem pedalar mais de 1.000 km em apenas uma semana.

“É sempre uma viagem que exige também muita superação, portanto é um grande desafio que a gente se impõe. A nossa expectativa hoje é que devemos ir com 23 romeiros. Limitamos nesse número porque a estrutura da viagem muda muito. Temos até uma lista de espera” – conta o padre. No primeiro treino eles foram até Italva, no próximo eles devem ir até Itaocara. Também devem realizar uma volta por Campos e Cardoso Moreira, e também pedalar até Pádua ou Itaperuna. Nesse ano, duas mulheres devem participar, uma delas fará junto com o marido.

VEJA MAIS

VEJA MAIS