Nova onda de frio deve derrubar as temperaturas, prevê Climatempo

A segunda semana do mês de junho promete terminar com temperaturas mais baixas e novos recordes podem ser registrados

A forte onda de frio do começo da segunda quinzena de maio deste ano foi sentida em todas as regiões do país, recorda a Climatempo. E nessa semana, uma nova e intensa massa de ar polar avança na madrugada da quinta-feira (09) sobre o Brasil, trazendo o frio para todo o centro-sul do país. “Este frio intenso, também entra pelo interior do continente, diminuindo as temperaturas no sul de Rondônia e do Acre, e no sudoeste do Amazonas” – informa o portal Climatempo.

Tem Instagram ❓❓ Siga o SF Notícias no Insta > @sfnoticias

A segunda semana do mês de junho promete terminar com temperaturas mais baixas e novos recordes podem ser registrados, ainda segundo a Climatempo. Os recordes poderão ser de menor temperatura mínima e menor temperatura máxima, ou madrugada e tarde mais fria. As tardes também serão frias na região da Zona da Mata Mineira, estado do Rio De Janeiro, Grande São Paulo e interior paulista.

“Os modelos apontam que esta nova onda de frio promete ser a maior do ano, até o momento, principalmente no Sul do Brasil! Mas os efeitos também serão sentidos no Sudeste, Centro-Oeste e parte do Norte do país” – destaca a Climatempo. Em nossa região, segundo a previsão da Climatempo, a temperatura começa a cair a partir de sábado, quando as máximas ficam abaixo de 26°C.

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) também prevê a chegada de uma nova frente fria no fim de semana. “A partir da próxima sexta-feira (10) uma nova frente fria deverá atuar sobre o Sul do Brasil. A massa de ar, de origem polar, na sua retaguarda intensifica o frio sobre parte do Brasil derrubando, ainda mais, as temperaturas, principalmente a partir do sábado (11), quando as temperaturas mínimas ficarão abaixo de 0º C (zero grau) em áreas do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina. Ainda no sábado (11), o ar frio também avança para os estados do Sudeste, além de cidades do interior do Brasil podendo evidenciar um novo episódio de friagem em áreas das regiões Centro-Oeste e Norte” – prevê o Inmet.

VEJA MAIS

VEJA MAIS