quarta-feira , 23 setembro 2020
Já são mais de 700 quilômetros pedalados em seis dias. Grupo deve chegar na "Cidade Poema" nesta terça (27)

Na volta para São Fidélis, Padre e fiéis já pedalaram mais de 200 km

O Padre Gaspar Pelegrini e mais nove fiéis de São Fidélis começaram ontem (25/06) a percorrer os 500 quilômetros de volta para a “Cidade Poema”. O grupo saiu bem cedo do Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida, em São Paulo, e deve chegar a São Fidélis nesta terça-feira (27). Na ida, quando o grupo tinha quatorze membros, foram quatro dias pedalando. Na volta serão apenas três. Só ontem eles pedalaram 194 quilômetros entre Aparecida e Barra do Piraí, caminho feito em dois dias na ida. Nesta segunda-feira (26) o grupo atravessa a divisa do Rio de Janeiro com Minas Gerais, pedalando até Além Paraíba. Já são mais de 700 quilômetros pedalados em seis dias contando a ida e o que eles já percorreram na volta, sendo 694 em apenas cinco dias (continua após o vídeo).

O grupo, liderado pelo Padre Gaspar Pelegrini, saiu na manhã de terça-feira (20/08) da Paróquia de Nossa Senhora Aparecida e São Fidélis rumo a ‘casa’ de Nossa Senhora, o maior templo mariano do mundo. Eles chegaram lá na tarde da última sexta-feira (23), e mesmo após pedalar por 500 quilômetros, enfrentar chuva, muito frio, fortes rajadas de vento e onze paradas devido a furos de pneu, os fiéis chegaram louvando: “Sou romeiro de Aparecida, devoto de Nossa Senhora, eu devo uma promessa a Ela e vou pagar, pois já chegou a hora”. Entre os quatorze fiéis estava o Jouber Freixo. Ele fez uma transmissão ao vivo em uma rede social do momento em que o grupo chegou ao Santuário. (continua após o vídeo)

Ao SF Notícias o Padre Gaspar disse que a dificuldade maior é a distância. “A gente passa o dia inteiro pedalando. Isso gera um cansaço, gera um desconforto. Parece que todo mundo teve a impressão que o segundo dia é o dia mais difícil, porque junta o cansaço do primeiro dia e parece que o corpo reclama mais. No terceiro e quarto dia nos sentimos melhores. A sensação de poder concluir essa romaria é aquela sensação de quando você oferece uma coisa a alguém com muita alegria de poder dar um presente a alguém que você ama muito. Essa é a nossa sensação! De poder oferecer a Nossa Senhora Aparecida, como um sinal do nosso amor, da nossa fé, da nossa gratidão por ela; vir até o santuário dela, mas vir com o nosso esforço, como as nossas pernas, como as nossas bicicletas”, disse o Padre.

Mais do SFn