quinta-feira , 29 outubro 2020

Na “Fase Verde”, Campos ultrapassa 6 mil casos de Covid-19, sendo 376 mortes Segundo a Prefeitura, desse total 4.838 pessoas já se recuperaram. Há 16.865 casos caracterizados como síndrome gripal e 84 como síndrome respiratória aguda grave

Segundo a Prefeitura, desse total 4.838 pessoas já se recuperaram. Há 16.865 casos caracterizados como síndrome gripal e 84 como síndrome respiratória aguda grave

Foto: Secom Campos

Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense, ultrapassou a marca de 6 mil casos confirmados do novo coronavírus segundo boletim epidemiológico do Departamento de Vigilância em Saúde divulgado na noite desta terça-feira (29/09). Ao todo, 6.006 pessoas foram diagnosticadas com a doença, sendo que 4.838 se recuperaram e 376 óbitos. As mortes mais recentes foram confirmadas no boletim de ontem, dois idosos de 70 e 78 anos. Outros 5.981 foram descartados. Há 16.865 casos caracterizados como síndrome gripal e 84 como síndrome respiratória aguda grave. Na segunda-feira (28), o município entrou na “Fase Verde” do Plano de Retomada das Atividades Econômicas e Sociais. Segundo a Prefeitura, estão mantidas as medidas já estabelecidas na fase anterior (nível 3) e passam a valer outras pertinentes a nova fase. Entre os avanços dentro do plano está a autorização de eventos exclusivamente em formato drive-in desde que previamente liberados pela superintendência de Entretenimento e Lazer. Através do decreto, também fica permitida a utilização de música de forma mecânica, com DJ ou similar, além de música ao vivo com, no máximo, três componentes. (continua após a publicidade)

Ainda segundo a Prefeitura, além destas medidas, o decreto publicado na última sexta permite a utilização de piscinas para a práticas de aula de natação, observado o limite de um aluno por raia, bem como para a prática de hidroginástica respeitado o distanciamento de, no mínimo, dois metros. Fica vedada a utilização de vestiário e de materiais de uso comum. Cursos livres também estão liberados, como autoescola e realização de treinamentos, em geral (não inclusos cursos técnicos e profissionalizantes). Nestes casos deve ser obedecido o distanciamento de dois metros entre os alunos, com capacidade máxima da sala em trinta por cento do normal. Segue vedado o acesso a menores de 6 anos e maiores de 60 anos, excepcionados os trabalhadores e prestadores de serviço, no exercício de suas funções nas lojas das galerias e shoppings. Confira o decreto na íntegra AQUI.

Mais do SFn