Movimento dos caminhoneiros chega ao fim em Campos e em Santo Antônio de Pádua

Desde ontem havia pontos de concentração de caminhoneiros na BR-101 em Campos e na RJ-186 em Pádua, mas ainda há bloqueio na divisa do RJ com ES, em São Francisco

Chegou ao fim, na manhã desta quinta-feira (09/09), o movimento dos caminhoneiros em rodovias da nossa região. Desde ontem havia pontos de concentração de caminhoneiros na BR-101, em Campos, e na RJ-186, em Pádua. Tanto a Polícia Rodoviária Federal como a Polícia Rodoviária Estadual confirmaram que não há mais pontos de concentração de caminhoneiros nesses pontos.

Tem Instagram ❓❓ Siga o SF Notícias no Insta > @sfnoticias

Desde ontem os grupos impediam a passagem de caminheiros. Apenas carros, motos e ônibus não estavam sendo parados pelos manifestantes, assim como veículos de emergência e caminhões com cargas de remédio e produtos perecíveis. De acordo com a última atualização da Polícia Rodoviária Estadual, às 10h12 já não havia mais movimento dos caminhoneiros no km 21 da RJ-186, em Pádua. Em nossa região ainda há apenas um ponto de manifestação, na divisa de São Francisco de Itabapoana (RJ) com Presidente Kennedy (ES).

O movimento dos caminhoneiros começou a ganhar força ao longo desta quarta-feira e se espalhou pelas principais rodovias do Brasil, mas começou a perder força na manhã desta quinta após um áudio do presidente Jair Bolsonaro. No áudio Bolsonaro diz que a ação “atrapalha a economia” e “prejudica todo mundo, em especial, os mais pobres”.

“Fala para os caminhoneiros aí, que são nossos aliados, mas esses bloqueios atrapalham a nossa economia. Isso provoca desabastecimento, inflação e prejudica todo mundo, em especial, os mais pobres. Então, dá um toque nos caras aí, se for possível, para liberar, tá ok? Para a gente seguir a normalidade. Deixa com a gente em Brasília aqui e agora. Mas não é fácil negociar e conversar por aqui com autoridades. Não é fácil. Mas a gente vai fazer a nossa parte aqui e vamos buscar uma solução para isso, tá ok? E aproveita, em meu nome, dá um abraço em todos os caminhoneiros. Valeu”, disse o presidente na gravação.

VEJA MAIS

VEJA MAIS