Mais dois macacos foram encontrados mortos em municípios da região

Foto: Leitor enviada via WhatsApp

Mais dois macacos foram encontrados mortos em municípios da região. Os primatas estavam em uma estrada próxima da localidade conhecida como Santa Alda, em uma área de mata que a dois quilômetros do Centro de São Sebastião do Alto

De acordo com o prefeito do município, Tavinho Rodrigues, os primatas foram colocados em uma caixa de isopor e levados para a sede da Secretaria Municipal de Saúde.  Não foram encontradas marcas de tiro ou de violência nos macacos, o que aumenta a hipótese de febre amarela.

“Como a suspeita é de febre amarela devemos todos tomar a vacina”, disse o prefeito. 

Com esse caso, sobe para oito o número de macacos encontrados mortos na região. Três deles na localidade de Rio Preto e dois em Conceição do Imbé, localidades de Campos que ficam ao redor do Parque do Desengano. O sexto foi encontrado em Santa Maria Madalena.

Os municípios Santa Maria Madalena, São Sebastião do Alto, além de parte de Campos e São Fidélis, que ficam próximos ao Parque Estadual do Desengano, foram incluídos na área com orientação para vacinação contra febre amarela no estado do RJ. As áreas foram incluídas pela Secretaria de Estado de Saúde na área de bloqueio com base nos indicadores da Subsecretaria de Vigilância em Saúde através da avaliação do cenário epidemiológico dos estados de Minas Gerais e Espírito Santo.

Vacinação

Em São Sebastião do Alto, o Posto de Saúde do Centro (Secretaria de Saúde), de Valão do Barro e de Ipituna estão aplicando as doses de vacina contra a febre amarela. Em Itaocara a vacinação começou na terça (07), mas o município fará um dia “D” neste sábado para vacinar a população. 

Em São Fidélis, cerca de 90% dos moradores das localidades destinadas para a vacinação contra a febre amarela em São Fidélis foram vacinados. As doses foram aplicadas em moradores de Itacolomi, Recreio, Toca Fria, Tapera, Sossego, Ribeirão das Flores e áreas próximas ao Parque Estadual do Desengano que pertencem ao município.

VEJA MAIS

VEJA MAIS