Mãe é presa por deixar filhas sozinhas em casa sem água e com pouca comida em Friburgo Quatro meninas ficaram em casa sozinhas por quase 24h. Na delegacia a acusada alegou que havia saído de casa para procurar um imóvel para alugar e passou a noite na casa de uma amiga bebendo. Existe um inquérito apurando um suposto estupro ocorrido em 2018, tendo uma das meninas como vítima

Quatro meninas ficaram em casa sozinhas por quase 24h. Na delegacia a acusada alegou que havia saído de casa para procurar um imóvel para alugar e passou a noite na casa de uma amiga bebendo. Existe um inquérito apurando um suposto estupro ocorrido em 2018, tendo uma das meninas como vítima

Uma mulher, de 30 anos, foi presa pelo crime de abandono de incapaz em Nova Friburgo, na Região Serrana do Rio. Segundo informações da assessoria de imprensa da Polícia Civil, policiais da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher prenderam em flagrante a mulher após tomarem ciência através de uma guarnição da PM que, junto com o Conselho Tutelar constatou que a mulher havia deixado quatro meninas de dois, seis, dez e treze anos sozinhas em casa por quase 24 horas. Na delegacia a acusada alegou que havia saído de casa para procurar um imóvel para alugar e passou a noite na casa de uma amiga bebendo. As crianças foram encontradas em casa sem água e com pouca comida. A polícia constatou, também que a menina de 13 anos era responsável por cozinhar e cuidar da casa. (continua após a publicidade)

Ainda de acordo com a assessoria de imprensa da Polícia Civil, a menina disse que não era a primeira vez que a mãe as deixava em casa sozinha voltando no dia seguinte. A polícia constatou também que existia na delegacia um inquérito apurando um suposto estupro de vulnerável em 2018, tendo como vítima a filha mais velha. Tal fato, de acordo com investigações da polícia, seria um sinal da situação de vulnerabilidade em que as crianças eram submetidas. Três das crianças foram encaminhadas pelo Conselho Tutelar ao Abrigo Municipal e uma delas foi entregue ao pai. A acusada foi encaminhada à administração penitenciária e está à disposição da justiça.

Mais do SFn