Luto na imprensa: morre a jornalista Glória Maria, ícone da TV brasileira

Glória Maria é um dos maiores ícones do jornalismo e da TV brasileira. Foi a primeira repórter a entrar ao vivo e, em cores, e foi a primeira a fazer transmissão em HD da TV brasileira.

Imagem: reprodução TV Globo

A quinta-feira (02) chegou com uma triste notícia para o jornalismo brasileiro e para os amantes da televisão. Morreu, no Rio de Janeiro, a jornalista Glória Maria Matta da Silva, conhecida por todos como Glória Maria, um dos maiores ícones da TV brasileira. “É com muita tristeza que anunciamos a morte de nossa colega, a jornalista Glória Maria”, informou a TV Globo, em nota, onde ela trabalhava desde 1971.

Siga o SF Notícias no Instagram através do 👉 @sfnoticias

Em 2019, Glória foi diagnosticada com um câncer de pulmão. O tratamento com imunoterapia teve sucesso. Depois, ela sofreu metástase no cérebro, que também pôde, inicialmente, ser tratada com êxito por meio de cirurgia, mas os novos tratamentos não avançaram. “Em meados do ano passado, Glória Maria começou uma nova fase do tratamento para combater novas metástases cerebrais que, infelizmente, deixou de fazer efeito nos últimos dias”, diz o comunicado. Glória estava internada em um hospital na zona sul do Rio.

Glória foi pioneira inúmeras vezes. Foi a primeira a entrar ao vivo no Jornal Nacional e inaugurou a era da alta definição da televisão brasileira. Mostrou mais de 100 países em suas reportagens e protagonizou momentos históricos. Ela já trabalhou no Jornal Hoje, no RJTV, no Bom Dia Rio, no Jornal Nacional, no Globo Repórter e no Fantástico, onde foi apresentadora de 1998 a 2007. Foi a repórter que entrou no ar ao vivo, na primeira matéria a cores do Jornal Nacional, em 1977. Em 2007, ao lado do repórter cinematográfico Lúcio Rodrigues, a jornalista realizou a primeira transmissão em HD da televisão brasileira.

VEJA MAIS

VEJA MAIS

plugins premium WordPress Clever Analytics