Leilão da Cedae: Estado fará consulta pública sobre concessão em Bom Jardim, Itaperuna, Macuco e outras cidades

O novo bloco também inclui Bom Jesus do Itabapoana, Carmo, Natividade, São José de Ubá, Trajano de Moraes e outras cidades do estado. O prazo da consulta vai de 30 de setembro a 30 de outubro. Também serão realizadas duas audiências públicas, nos dias 13 e 15 de outubro

Na próxima quinta-feira (30/09), o Governo do Estado do Rio de janeiro irá colocar em consulta pública o edital e demais documentos que constituem a modelagem da nova concessão de saneamento. O objetivo é que a sociedade civil colabore com a construção do documento. O prazo da consulta vai de 30 de setembro a 30 de outubro. Também serão realizadas duas audiências públicas, nos dias 13 e 15 de outubro. O lançamento do edital está previsto para novembro, e o leilão, programado para o fim de dezembro. Será possível ter acesso a todos os documentos e estudos realizados pela Secretaria de Estado da Casa Civil, com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), que constituem a nova modelagem para universalização dos serviços de abastecimento de água e tratamento de esgoto.

Tem Instagram ❓❓ Siga o SF Notícias no Insta > @sfnoticias

“Esse é um passo importante para a realização do leilão, em um processo muito transparente que está sendo feito em parceria com o BNDES. Tenho certeza que, da mesma forma que aconteceu com os outros três blocos já concedidos, haverá muito interesse por parte dos investidores, repetindo o sucesso do primeiro leilão”, afirmou o governador Cláudio Castro.

Durante o prazo da consulta pública, os interessados poderão acessar a documentação e demais informações, bem como encaminhar comentários e sugestões pelo site www.concessaosaneamentorj2021.rj.gov.br. O novo bloco conta agora com 19 cidades já confirmadas: Bom Jardim, Bom Jesus do Itabapoana, Carapebus, Carmo, Itaguaí, Itaperuna, Macuco, Natividade, Paracambi, Pinheiral, Piraí, Rio Claro, Rio das Ostras, Rio de Janeiro (Zona Oeste/AP-5), São Fidélis, São José de Ubá, Seropédica, Trajano de Moraes e Vassouras. O Governo convidou todos os municípios que não participaram e, até o lançamento do edital, novas cidades poderão aderir.

A concessão vai beneficiar 2,7 milhões de pessoas nos 18 municípios e na AP-5 (Zona Oeste) do Rio de Janeiro. Os estudos ainda estão em fase de conclusão, mas os investimentos estimados podem chegar a R$ 4,91 bilhões. A outorga mínima, sem ágio, pode chegar a R$ 2,5 bilhões. Considerando os municípios envolvidos e os investimentos necessários para se atingir 99% de abastecimento de água e 90% de tratamento de esgoto, a expectativa é de que sejam gerados 4,7 mil empregos diretos e indiretos.

VEJA MAIS

VEJA MAIS