“Iremos trabalhar muito e avançar” – diz fidelense “Marquinho da Venda”, eleito prefeito em Cambuci

Conheça o "Marquinho da Venda", fidelense que vive em Cambuci há 30 anos e será o novo prefeito do município
Marquinho ao lado do vice Gilsinho do Táxi. Foto: Reprodução

Ele é natural de Pureza, distrito de São Fidélis, no Norte Fluminense, mas entre 2021 e 2024 vai governar o município que o acolheu há cerca de 30 anos. Maxwell Vieiga Guimaraes, de 52 anos, é mais conhecido como “Marquinho da Venda”. O prefeito eleito com 3.540 votos (34,11%) em Cambuci, no Noroeste Fluminense, ganhou o apelido quando montou um bar/mercearia na “Cidade Simpatia” nos anos 90. “Sou de Pureza, e minha mãe ainda mora em Pureza, vim para Cambuci no dia 19/07/1990. Montei um bar misturado com mercearia e assim surgiu o apelido” – contou o futuro chefe do poder executivo, em entrevista ao SF Notícias. Ele afirma que a relação com Cambuci é de muita gratidão ao povo, pois chegou à cidade em um momento muito difícil da vida, adoentado, e sem muitas esperanças. Mas, lá criou raízes, se casou em 1994 e tem um filho de 24 anos.

Maxwell já é vereador no município, no grupo de oposição ao atual governo. “Vereador de oposição produz pouquíssimo, mas me mantive nas ruas sempre ouvindo o povo e fiscalizando o executivo, com muita coerência encerrarei minha passagem no legislativo e acho que deixarei saudade” – destacou. Ele relata que em 2017, no grupo de oposição ao governo atual se uniu a outros vereadores, foi quando surgiu a vontade de se candidatar a prefeito. “Eu, a vereadora Leila Velasco e o vereador Murillo Defanti tivemos a ideia de unir a oposição novamente em julho de 2017, nos aproximamos dos dois candidatos a prefeito derrotados em 2016 e assim surgiu a vontade de ser candidato” – conta o “Marquinho da Venda”.

Para o futuro prefeito, a campanha foi linda, diferente de tudo o que ele já tinha visto na política de Cambuci nos anos que reside no município. “Fomos abençoados com a vitória mais que merecida, apesar de todas as articulações que foram feitas para impedir que eu me tornasse o prefeito. Teremos um grande desafio em 2021, muitas obras iniciadas para terminar, estamos tendo acesso agora na transição, mas ainda teremos muitos desafios a enfrentar, pois 2020 vai deixar sequelas” – disse. Maxwell revelou ainda que gosta de desafios e que ao lado do vice Gilsinho do Táxi, vai trabalhar muito e avançar, principalmente no turismo, caso o coronavírus permita, para trazer os turistas de volta à “Cidade Simpatia”.

VEJA MAIS

VEJA MAIS