terça-feira , 22 setembro 2020

Homem é encaminhado à delegacia após provocar incêndio em vegetação em Cantagalo Só neste ano, o 6º GBM que atende Cantagalo, Cordeiro, Bom Jardim e Nova Friburgo, já atendeu a mais de 180 ocorrências de incêndios, que destruíram uma área superior a 400 mil metros quadrados

Só neste ano, o 6º GBM que atende Cantagalo, Cordeiro, Bom Jardim e Nova Friburgo, já atendeu a mais de 180 ocorrências de incêndios, que destruíram uma área superior a 400 mil metros quadrados

A maior parte das queimadas é provocada por ações criminosas

A baixa umidade do ar, a falta de chuva e a vegetação seca são elementos que contribuem para a propagação das queimadas nesta época do ano, mas a ação humana e criminosa é a maior causadora de incêndios florestais no Brasil, segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). Tudo começa com a queima de lixo no quintal de casa ou com a queima para limpar terrenos (ação que é proibida por lei), mas com o vento e a vegetação seca, as chamas se espalham, saem do controle e viram um grande incêndio, que destrói áreas de proteção, mata animais, coloca moradores em risco, polui o meio ambiente e provoca problemas respiratórios. Para se ter uma ideia, o 6º Grupamento de Bombeiros Militar de Nova Friburgo, que também é responsável por outros municípios como Cantagalo, Cordeiro e Bom Jardim, já atendeu a 183 casos de incêndios em vegetação esse ano, que destruíram uma área superior a 400 mil metros quadrados. (continua após a foto)

Para mudar essa realidade é preciso que a população se conscientize de que provocar queimadas está fazendo um mal a ela mesma, e que o causador de incêndios pode ser autuado e preso com base na Lei de Crimes Ambientais, podendo pegar uma pena de reclusão de dois a quatro anos, mais multa. É o que pode acontecer com um morador de Cantagalo, que foi encaminhado à delegacia do município após colocar fogo em uma área na localidade de Novo Horizonte. As chamas atingiram uma área de aproximadamente 2 mil metros quadrados e os militares do Corpo de Bombeiros precisaram usar 4 mil litros de água para combater o foco. De acordo com o comandante do 6º GBM, o tenente-coronel Thiago Nunes Alecrim, através de um vídeo que mostra um homem colocando fogo na área e com apoio da Polícia Militar de Cantagalo, o autor foi identificado e encaminhado para a delegacia. De acordo com a Polícia Civil, o caso segue sendo investigado e uma perícia será feita no local. (continua após a foto)

Desde o dia 20 de julho o Corpo de Bombeiros deslocou uma aeronave para dar apoio às missões de prevenção e combate a incêndios florestais. O helicóptero é usado para identificar focos, os seus causadores, fazer o combate às chamas em locais de difícil acesso e monitorar áreas onde os incêndios já foram combatidos. Foi em um desses sobrevoos que os militares identificaram um foco de incêndio próximo de uma mata na manhã desta quinta-feira (13) em Amparo, em Nova Friburgo. “Muitas vezes são áreas muito extensas, e sempre existe o perigo do incêndio retornar em algum ponto. A aeronave permite uma rápida intervenção nesses casos, evitando maiores danos”, concluiu o tenente-coronel Thiago Nunes Alecrim.

Mais do SFn