Homem é agredido, em São Fidélis, após publicação de suposto estupro viralizar; população cerca hospital e delegacia

Mensagem compartilhada dizia que uma criança de 7 anos teria sido estuprada; casal teve a casa invadida e o homem foi agredido
Imagens: SF Notícias

Um homem, que vem sendo acusado nas redes sociais de supostamente ter estuprado a enteada de apenas 7 anos, foi espancado na noite desta segunda-feira (09/11) em São Fidélis, no Norte Fluminense. Ao longo do dia a população do município foi surpreendida por uma história – ainda não comprovada – compartilhada nas redes sociais dizendo que a criança teria sido estuprada pelo companheiro da mãe, e com consentimento dela. Imediatamente a publicação, que estava acompanhada da foto do casal, viralizou em grupos de WhatsApp e no Facebook, de várias cidades da região e até de outros estados. Já na parte da tarde outra postagem feita em uma rede social falava sobre um protesto na frente da casa do casal envolvido na suposta história divulgada. A residência do casal foi invadida e, segundo a Polícia Militar, foi depredada. O homem foi espancado. Ainda segundo a PM, o casal conseguiu fugir para a casa de um vizinho e foi retirado do local com a chegada de policiais militares. (continua após o vídeo)

O casal foi levado para o Hospital Armando Vidal, e uma multidão se concentrou na frente do hospital. A Polícia Militar teve que montar um esquema de segurança, e após o homem ter sido atendido pela equipe médica, o casal foi retirado da unidade pelas portas dos fundos e levado para a delegacia, onde um grupo ainda maior se concentrou. A Polícia Militar cercou a rua da delegacia e foi pedido reforço de policiais que estavam de folga e de militares de Campos para que o casal pudesse deixar a delegacia da cidade e ser levado para a DP de Campos, onde foi feito o registro da invasão do imóvel e da agressão. Uma equipe do Posto Regional de Polícia Técnico Científica fez uma perícia na residência do casal. Segundo a polícia, o autor da publicação que viralizou nas redes sociais e gerou todo o movimento também foi levado para a delegacia. (continua após o vídeo)

Suposto estupro
Um inquérito foi instaurado pela Polícia Civil e o caso vem sendo investigado pela 141ª Delegacia Legal de São Fidélis, onde as partes envolvidas já foram ouvidas. Até o momento não há comprovação de que o crime teria ocorrido. Ao SF Notícias, o delegado Dr. Rodolfo Maravilha, que responde nesse momento pela 141ª DP, informou que os fatos estão sendo devidamente apurados pela delegacia da cidade. A criança envolvida na história passa bem. O caso é acompanhado pelo Conselho Tutelar.

VEJA MAIS

VEJA MAIS