Gato-maracajá, ameaçado de extinção, morre ao ser atropelado na RJ-116

O gato-maracajá (Leopardus wiedii), espécie de felino ameaçada de extinção, foi encontrado morto pela equipe da ONG SOS Vida Silvestre

Um gato-maracajá (Leopardus wiedii), morreu após ter sido atropelado na RJ-116, no trecho de serra entre Nova Friburgo e Cachoeiras de Macacu. A espécie está ameaçada de extinção. O animal foi encontrado morto pela equipe da ONG SOS Vida Silvestre, que faz um trabalho de monitoramento, resgate da fauna e educação ambiental para reduzir as perdas de animais na região, através de uma parceria junto à concessionária Rota 116, que administra a rodovia.

Tem Instagram ❓❓ Siga o SF Notícias no Insta > @sfnoticias

Segundo o biólogo Francis Leandro, presidente da ONG, a suspeita é de que o animal tenha atravessado a rodovia atrás de comida. O gato-maracajá possui hábitos noturnos e come roedores, lagartos e aves. O animal foi recolhido e levado para a sede da para ONG para estudo de parasitas, endoparasitas e dieta alimentar, e para taxidermia.

Em vários trechos da rodovia foram instaladas telas de proteção para evitar mortes de animais, mas é preciso que os motoristas também se conscientizem e respeitem a sinalização instalada alertando para a presença de animais silvestres, já que a rodovia passa em meio a uma área de mata atlântica.

VEJA MAIS

VEJA MAIS