quinta-feira , 22 outubro 2020
Projeto de lei foi aprovado por unanimidade na Câmara. Fotos: Divulgação/ Arquivo

Fundo de Previdência de São Fidélis esclarece situação financeira. Prefeitura, sindicato e Câmara de vereadores também se pronunciam

Presidente da câmara /Foto: Manuela Escalla
Fotos: Manuela Escalla

Comentários na cidade de que o chamado “Fundão” estaria com problemas financeiros e que poderia passar do regime estatutário para o celetista (CLT), vem preocupando os servidores municipais.

Para esclarecer a situação, o Fundo de Previdência do município realizou uma reunião na Câmara de Vereadores no dia 22/07.

Em entrevista ao SF notícias, o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de São Fidélis, Élio Alvez Silva, esclareceu que o sindicato está trabalhando através da demanda de ofícios aos órgãos competentes, como Fundo de Previdência, Prefeitura e Câmara dos Vereadores, para que todos fiquem cientes da real situação do Fundo e quais medidas devem tomar.20140728_110925

Para os sindicalistas e demais cidadãos que queiram tirar quaisquer dúvida sobre essa situação, o presidente convida para que dirijam-se a sede do Sindicato, localizado na Rua Laurindo Pitta, 323 – Centro.

O presidente do Fundo de Previdência do Município, Denis Freitas Botelho, recebeu a nossa equipe e uma contribuinte do Fundo, Ana Rita, para participar da entrevista, e disse que está para ser aprovado no serviço de apoio, a LDC – Lei do orçamento da prefeitura para o ano de 2015, e dentro dessa lei existem alguns anexos que apresenta-se neles um documento chamado projeção atuarial, que são valores em 35 anos para manutenção dos fundos, que em tempos atrás apresentava um déficit, mas isso não significa que o fundo esteja sem condições para pagar seus aposentados.

20140728_155221“Em todo cálculo atuarial vai sendo mostrado esse déficit, mas ainda não havia sido instituída uma lei que atualizasse a contribuição suplementar, que é um valor para amortizar esse déficit. O fundo paga uma folha de aposentados que vem da prefeitura e por muitos não terem contribuído, foi detectado esse déficit.” Explicou o presidente.

Ele disse ainda, que estão trabalhando para ser enviado à Câmara o projeto de lei, que posteriormente poderá ser instituído no município. Comentou também que em momento algum foi falado na reunião que o fundo mudaria para CLT ou que iria “quebrar”, afirmando ser apenas boatos.

“O dinheiro que está aplicado junto com outros valores, apontam que o patrimônio bruto do fundo é de quase 35 milhões.Fundão /Foto: Manuela Escalla Em 2013 nós obtivemos um retorno muito abaixo do que esperávamos, mas isso foi algo que ocorreu no Brasil inteiro. As nossas aplicações não deram um retorno alto, e em alguns meses até chegou a acontecer de estarmos pagando mais do que recebendo. Fechamos 2013 com quase 28 milhões, mas agora em 2014 fechamos o mês de junho com quase 29 milhões, a partir desses dados o que nós deixamos de ganhar em 2013 recuperamos no primeiro semestre de 2014.” Relatou Dênis Freitas.

 

PREFEITURA DE SÃO FIDÉLIS FOTO VINNICIUS CREMONEZ

Segundo o chefe de gabinete da prefeitura, Reginaldo Garcez de Oliveira, o concurso que abrirá cerca de 600 vagas,  não será realizado com o intuito de apenas beneficiar ao Fundo de Previdência. Completou dizendo que nunca houve a intenção de restringir o fundo, mas sim de seguir com as orientações.

O presidente da Câmara de Vereadores, Jorge Henrique da Silva, concedeu a nossa redação uma entrevista e declarou que após a Câmara ter recebido o LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias), onde consta o demonstrativo resultado da avaliação atuarial do Fundo 2014, ficou preocupado.

“Nessa avaliação, encontramos um déficit no Fundo e por isso mandamos chamar o presidente para uma reunião, que

Presidente
Presidente da Câmara de Vereadores

veio juntamente com dois advogados, um jurídico e outro técnico, e também compareceram o prefeito, o chefe de gabinete, e representantes do sindicato”, disse. Contou também que o presidente do Fundo afirmou que esse informativo de déficit não é correto, e depois irá realizar um seminário, para uma audiência pública.

O presidente disse que irá rever esses cálculos, feitos pelo próprio INSS, e que então levará os resultados para o seminário explicando e dando ponderações sobre o demonstrativo.

“A reunião foi bastante produtiva e nesse seminário que será realizado, iremos definir o que irá acontecer, porque esse informativo que temos hoje, mostra que a partir do ano de 2015 as pessoas não conseguirão mais receber.” Concluiu o presidente.

Hoje no Fundo de Previdência são 394 segurados, entre aposentados e pensionistas, sendo 277 aposentados e 117 pensionistas.

O site do Fundo de Previdência, onde consta informações financeiras é www.fpmsf.com . Este endereço será modificado em torno de 15 dias para www.fpmsf.rj.com

Mais do SFn