Formação de ciclone deve provocar rajadas de vento de até 80 km/h e ondas de 3,5 metros nas praias fluminenses

Segundo a Climatempo, pelo menos até a próxima sexta-feira (23) o sistema influenciará todo o litoral entre o Rio Grande do Sul e o Rio de Janeiro, provocando vento moderado a forte e deixando mar agitado. As condições de vento e de mar são duras especialmente em alto-mar

No domingo (18) está prevista a formação de uma área de baixa pressão atmosférica no oceano, próximo ao litoral entre as Regiões Sul e Sudeste. De acordo com a Climatempo, há previsão é que o centro deste sistema esteja atuando a cerca de 400 km da costa no fim da tarde de domingo, quando a baixa pressão já influencia o litoral entre Santa Catarina e São Paulo provocando vento moderado. Este sistema também deve favorecer a formação de nuvens carregadas e há alerta para temporais com chuva forte e volumosa no leste de Santa Catarina, do Paraná e de São Paulo, inclusive entre a madrugada e manhã de segunda-feira (19). Já entre a segunda e a terça-feira (20), o sistema se aprofunda na atmosfera dando origem a um ciclone, ainda segundo a Climatempo. Pelas características previstas, tudo indica que este ciclone possa ser classificado como um ciclone subtropical.

O portal informou que entre a segunda e a terça-feira este sistema já provoca vento moderado a forte na faixa litorânea entre Santa Catarina e o Rio de Janeiro. As rajadas devem ficar entre 50 e 80km/h no litoral do Rio de Janeiro. Na segunda-feira, o vento soprando forte e persistente sobre o oceano forma as ondas que chegam ao litoral deixando o mar agitado. São esperadas ondas entre 2,5 e 3 metros no litoral do Rio de Janeiro. A ondulação do mar é de sul nas praias do Rio de Janeiro e de sudeste no litoral entre São Paulo e o Rio Grande do Sul.

A Climatempo informa que na terça-feira, o mar fica ainda mais agitado, com previsão de ressaca em todo o litoral entre o Rio Grande do Sul e o Rio de Janeiro, com ondas entre 3 e 3,5 metros de altura nas praias fluminenses e entre 2 e 3 metros nas demais áreas costeiras. Em mar aberto a altura das ondas fica por volta de 5 metros. Até o fim da semana que vem, a previsão é de que o ciclone permaneça atuando no oceano ao largo do litoral das Regiões Sul e Sudeste do Brasil. Pelo menos até a próxima sexta-feira (23) o sistema influenciará todo o litoral entre o Rio Grande do Sul e o Rio de Janeiro, provocando vento moderado a forte e deixando mar agitado. As condições de vento e de mar são duras especialmente em alto-mar.

VEJA MAIS

VEJA MAIS