Fidelense estreia marcando gol da vitória do Boa Esporte no Campeonato Mineiro

Vitória afastou ainda o risco de rebaixamento. Time segue para a última rodada da fase de classificação do estadual
Foto: Divulgação/ Boa Esporte

Foi com a ajuda de um fidelense que o time Boa Esporte venceu o Patrocinense no retorno do Campeonato Mineiro. A partida aconteceu no domingo (26), no estádio Pedro Alves do Nascimento, em Patrocínio. Estreante no clube, Marcos Paulo, natural de São Fidélis, Norte Fluminense, marcou o único gol da partida aos seis minutos do 2º tempo. Ele recebeu um bom passe, invadiu a área e chutou, garantindo a vitória e livrando o novo time de qualquer chance de rebaixamento. Com o resultado, o time segue para a última rodada da fase de classificação do estadual, e tem chances de conquistar vaga no Troféu Inconfidência. Ao SF Notícias, o jovem de 25 anos relatou estar muito feliz com o retorno aos campos, ainda mais com vitória. “Fiquei muito feliz de poder estrear no meu clube após um longo período de inatividade. Estrear fazendo gols é a melhor sensação possível, nos dá confiança pro decorrer da competição, pro decorrer do ano. Teremos competições difíceis, então começar com o pé direito é muito importante. Chegar e poder ajudar não tem coisa melhor, ainda mais com a expectativa muito alta de poder manter essa sequência de gols que vinha no meu ex-clube. Então, espero continuar nessa sequência, e continuar ajudando o Boa a sempre vencer” – disse. (continua após a publicidade)

Sobre o retorno ainda em meio à pandemia ele destaca que os protocolos passados pelo clube foram essenciais. “Foi tudo muito novo para todos. Um momento de se adaptar o mais rápido possível a essa situação. Graças a Deus, no campeonato mineiro acho que a gente é o único clube que não teve nenhum caso dos atletas, então o protocolo foi excelente. Todo mundo seguiu o que foi pedido” – ressaltou, explicando que os treinos foram sendo adaptados, inicialmente apenas com a parte física e posteriormente com grupos menores de treinamento. Com a pandemia, o jogador teve ainda a oportunidade de passar mais tempo com a família antes de retornar aos gramados. “Esses dois meses que fiquei em casa aproveitei o máximo para ficar com a família, coisa que a gente não tinha muito tempo. Fiquei com meus filhos, com minha mulher” – conta. O jogador, revelado pelo Grêmio, também passou por outros grandes clubes como Caxias, Stabaek, da Noruega, Monte Azul, entre outros.

VEJA MAIS

VEJA MAIS