quinta-feira , 22 outubro 2020
"Estamos largados, abandonados!", disse um morador da zona rural

Falta de ambulância preocupa moradores de São Fidélis

Fotos: SF Notícias

“Estamos largados, abandonados! Se alguém passar mal e precisar ir para o hospital, tem que esperar a ambulância do Corpo de Bombeiros de Cambuci ou a boa vontade de um morador que tenha carro”, disse uma moradora de Pureza, quando questionada sobre a falta de ambulância no distrito.

O problema não afeta apenas o distrito de Pureza, mas todas as localidades rurais e até mesmo a sede do município. O que chama a atenção é que uma ambulância está abandonada há meses na frente da garagem da prefeitura. Outra viatura, que prestava serviço de odontologia à população, principalmente da zona rural, também está abandonada no local.

Nesse final de semana, por exemplo, um morador de Angelim morreu ao sofrer um infarto. De acordo com os moradores, não havia ambulância para atender a localidade. Eles acionaram o Corpo de Bombeiros, mas quando os militares chegaram, já era tarde.

“Não tem ambulância suficiente para a demanda. Você liga e eles te informam que a viatura está atendendo outra pessoa ou está fazendo transferência pra Campos. E se acontece algo? A pessoa morre esperando a ambulância!”, disse um morador de Colônia.

continua após a imagem

“Você via várias ambulâncias. Tinha umas pequenas, umas verdes. Tudo sumiu. Não sei se estão quebradas ou sucateadas, mas o fato é que não adquiriram novos veículos para a população. As que ainda estão rodando, estão em péssimas condições”, disse Marcos, que preferiu não ter o sobrenome divulgado. Segundo ele, em uma transferência de um familiar para Campos, a porta da ambulância não fechava.

A falta de ambulâncias da prefeitura faz com que o Corpo de Bombeiros tenha que atender casos que não são de responsabilidade dos militares. O SF Notícias entrou em contato a prefeitura desde quinta-feira passada, mas até o momento, não recebemos nenhum posicionamento.

Mais do SFn