Fake news: TRE desmente que suspendeu candidato à Prefeitura de Santa Maria Madalena

Documento falso circulou na cidade e usa símbolo da Justiça Eleitoral, o que é crime; eleição acontece neste domingo

Um documento falso circulou em Santa Maria Madalena na manhã desta sexta-feira (10/09) trazendo a informação mentirosa de que um dos candidatos à prefeitura do município havia sido suspenso e, portanto, estaria impedido de concorrer nas eleições suplementares deste domingo (12).

Tem Instagram ❓❓ Siga o SF Notícias no Insta > @sfnoticias

“Trata-se de uma falsificação grosseira e criminosa, porque usa o símbolo do Tribunal Superior Eleitoral”, explicou a juíza da 60ª ZE de Santa Maria Madalena, Beatriz Torres de Oliveira.

Ela determinou que uma cópia do documento falso fosse encaminhada ao Ministério Público Eleitoral, para apuração do crime de falsidade ideológica.

“O eleitor deve ficar tranquilo em relação à escolha dos candidatos. Todos estão devidamente registrados e aptos a participar do pleito, sem exceção”, esclareceu a magistrada.

Três chapas concorrem à Prefeitura de Santa Maria Madalena neste domingo (12), que têm como candidatos a prefeito Dudu Pontes (Republicanos), Fabriene Clementino (PL) e Nílson José (DEM). De acordo com o TRE, 8.799 eleitores estão aptos a votar no município. Serão 14 locais de votação com 26 seções efetivas. Ao todo, haverá 104 mesários atuando no pleito e 26 urnas eletrônicas serão usadas, além de outras 07 de contingência para caso haja necessidade de troca. O Colégio Estadual Barão de Santa Maria Madalena, com 2.821 eleitores, e o CIEP Brizolão 273 Municipalizado Graciano Cariello Filho, com 1.897 eleitores, são os maiores locais de votação.

VEJA MAIS

VEJA MAIS