‘Estrela de Natal’: fenômeno raro promete atrair olhares para o céu nesta segunda (21)

Alinhamento dos planetas Júpiter e Saturno vem sendo observado desde o dia 16, mas hoje a distância entre eles deve ser ainda menor. O fenômeno é raro; os dois planetas só estiveram tão próximos há séculos
Fotos: Marlon Moreira de Souza

O primeiro dia de verão será marcado por um fenômeno raro que promete atrair olhares para o céu. Nesta segunda-feira (21/12) logo após o pôr do Sol, a proximidade entre Júpiter e Saturno fará com que esses dois corpos celestes pareçam um planeta duplo. Essa proximidade entre os dois planetas já está ocorrendo, mas, entre os dias 16 e 25 de dezembro, a percepção é de que eles estão separados por menos do que um diâmetro de lua cheia. A foto ao lado, por exemplo, é um registro feito no sábado (19) pelo fotógrafo Marlon Moreira de Souza. Já a da capa da matéria, foi tirada neste domingo. A noite desta segunda será a de maior aproximação entre os planetas. O fenômeno é raríssimo porque cada planeta tem um tempo diferente para girar em torno do Sol. Júpiter leva cerca de 12 anos terrestres, enquanto Saturno leva outros 30.

Se o clima permitir o fenômeno poderá ser observado em qualquer lugar da Terra. O alinhamento é conhecido como “Estrela de Belém” ou “Estrela do Natal”. Estes dois planetas só estiveram tão perto nos anos 1623 e 1226. “Para a maioria dos observadores do telescópio, cada planeta e várias de suas maiores luas estarão visíveis no mesmo campo de naquela noite”, destaca o astrônomo da Rice University, Patrick Hartigan. A próxima vez que o evento com os dois maiores planetas do sistema solar ocorrerá será no dia 15 de março de 2080. Depois, só depois do ano 2400.

*Com informações da Agência Brasil

VEJA MAIS

VEJA MAIS