Enel irá sortear 45 geladeiras na próxima semana em Miracema

Para participar do sorteio o morador terá que fazer um cadastro no estande que será montado na Praça das Mães, no Centro Histórico, a partir da próxima segunda (16)

A Enel Distribuição Rio, por meio do projeto Enel Compartilha Eficiência, realizará o projeto Troca de Geladeiras em Miracema. Os clientes dessa localidade poderão se cadastrar no estande do projeto, montado na Praça das Mães no Centro Histórico de Miracema, a partir da próxima segunda (16) até quarta-feira (18), para concorrer a 45 geladeiras. O sorteio será realizado na própria quarta-feira, a partir das 16h, no mesmo local. Para participar, os clientes devem ser consumidores residenciais ou rurais na modalidade monofásica, e serem titulares da conta de energia. Também é necessário estar adimplente com a Enel e ter uma geladeira ineficiente funcionando para que possa ser efetuada a troca. Os beneficiados nesta ação já terão as geladeiras trocadas na próxima quinta-feira (19), a partir das 9h, no mesmo local onde serão feitos os cadastros.

Tem Instagram ❓❓ Siga o SF Notícias no Insta > @sfnoticias

“Retomamos o projeto pela região Noroeste para beneficiar aqueles clientes que foram afetados pelas chuvas no Verão. Acreditamos que os equipamentos novos contribuirão com a melhoria das condições de vida e orçamento familiar dessas pessoas”, explica Leonardo Soares, responsável por Sustentabilidade na Enel Distribuição Rio.

Economia
Uma geladeira nova pode consumir até 70% menos que uma antiga. Em watts, esse valor representa, para um aparelho antigo, o consumo médio de 90kWh/ mês, enquanto um novo consome somente cerca de 24kWh/hora/ mês. As geladeiras do programa têm selo Procel, que significa maior eficiência no consumo de energia elétrica.

Estudo feito pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) mostra que a geladeira é responsável por quase um terço de toda a energia consumida em uma residência. Os aparelhos antigos e em mau estado, além de consumirem mais energia que o recomendado, emitem gases que destroem a camada de ozônio, agravando o aquecimento global.

VEJA MAIS

VEJA MAIS