Fotos: Reprodução

Em Pirapetinga-MG, delegada Flávia Granado, natural de São Fidélis, é a única mulher pré-candidata a prefeita Flávia chegou em Pirapetinga em 2013. Ela é a única candidata mulher no município

Flávia chegou em Pirapetinga em 2013. Ela é a única candidata mulher no município

Flávia tem tem como pré-candidato a vice-prefeito Marciney Sales Lima

O município mineiro de Pirapetinga, que faz divisa com Santo Antônio de Pádua, no Noroeste Fluminense, tem uma fidelense na ‘corrida eleitoral’ deste ano. A Delegada Flávia Granado (PP), que é natural de São Fidélis, é conhecida naquela região por sua atuação na Polícia Civil, tendo coordenado diversas operações de combate ao tráfico, roubos de carga e outros crimes, e também por atuações em projetos sociais. Ela chegou à cidade mineira em 2013, para assumir a 30ª Delegacia de Polícia Civil e relata ter sido acolhida de imediato pela população. “Eu passei por muitos municípios e o acolhimento aqui foi muito diferente porque em 2013 a gente fez o Natal Solidário, eu tinha acabado de chegar à cidade e logo abraçaram a ideia, acolheram a ideia, chegaram junto. Todo mundo doou um pouco. Então as pessoas nem me conheciam e se sentiram dispostas a colaborar. Daí a gente vê a receptividade, aqui todo mundo chega junto quando você faz uma ação social. Eu acho que isso é o que mais me conquistou aqui” – disse, em entrevista ao SF Notícias. (continua após a publicidade)

Como delegada, Flávia desenvolveu vários outros projetos sociais. O sonho de ser delegada veio quando ela ainda cursava a faculdade de Direito, mas segundo ela, há uma fase da vida em que todos querem mais. “Sempre fui muito determinada e mais ainda quando sou desafiada… Isso para mim era questão de desafio. Consegui ser delegada. Mas, chega uma fase da vida, acho que a mais produtiva, em que nós queremos mais… Na polícia para eu crescer mais, eu teria que sair de Pirapetinga. Como gosto muito dessa cidade e sei que posso fazer mais e mais, quando me chamaram para entrar na política, decidi que ali poderia ser um outro caminho que eu poderia me realizar e fazer mais pelas pessoas” – declarou. (continua após a publicidade)

A delegada é a única candidata mulher no município. “Estou acostumada com desafios e já ocupo um lugar (como delegada de polícia) que é predominantemente masculino. A representatividade feminina seja no poder legislativo, executivo, é de extrema importância, porque eles são quem determinam quais políticas públicas a adotar. É necessário ter alguém lá que olhe por nós mulheres, que pense como uma de nós. Nós estamos amadurecendo nesse sentido. Mulheres votam em mulheres, somos a maior parte dos eleitores, mas não temos voz” – afirma. Flávia tem como pré-candidato a vice-prefeito Marciney Sales Lima, conhecido como Ney pedreiro.

Mais do SFn