Em memória das vítimas fatais da Covid-19, 300 velas são acesas em Nova Friburgo

Ato, que aconteceu em frente à Prefeitura, foi organizado pelos sindicatos representantes das categorias de profissionais da Educação
Fotos: SEPE Friburgo

Mães, pais, irmãos, filhos, avôs e avós, profissionais que estavam na linha de frente da luta contra o inimigo invisível, que após um ano de pandemia, ainda continua tirando a vida de muitas pessoas na região. Em fevereiro, Nova Friburgo, na Região Serrana do Rio, ultrapassou a marca de 300 mortes em decorrência da Covid-19. No sábado (27/02) 300 velas foram acesas em memória das 304 vítimas fatais do novo coronavírus no município. Organizada pelos sindicatos representantes das categorias de profissionais da educação, a ação teve como objetivo chamar a atenção para o número de mortes por Covid-19, além de destacar que não são a favor do retorno das aulas presenciais.

Além das velas, acesas no entorno da Prefeitura Municipal, cruzes de papel foram penduradas. Na fachada do prédio foram projetadas informações sobre a pandemia e sobre o objetivo da ação. No último dia 26, a Prefeitura de Nova Friburgo informou que está tomando todas as providências para ações de retomadas das aulas. “Medidas sanitárias oriundas de protocolos, instituídas pelo Decreto nº 891/2021, Portaria de nº 829/2021, já estão sendo colocadas em prática e, inicialmente, foi formada uma comissão para avaliar a situação estrutural das escolas públicas formada pela Secretaria de Educação, Secretaria de Obras, Defesa Civil, Secretaria de Serviços Públicos e o Escritório de Gerenciamento de Convênios e Projetos (EGCP)” – informou a administração municipal.

Até a última sexta-feira (26) Nova Friburgo contabilizava 10.201 casos confirmados de Covid-19. Desse total, 670 são profissionais da saúde (04 faleceram). Ao todo, 4.590 pessoas se recuperaram e 304 morreram, deixando 5.307 casos ativos no momento. Havia ainda 22 casos suspeitos, sendo 18 em isolamento domiciliar, uma pessoa internada e 03 óbitos em investigação. A ocupação total de leitos de UTI Covid-19 nos quatro hospitais do município era de 59,52% e de enfermaria era de 28,57%.

VEJA MAIS

A história de Romário, o Baixinho artilheiro

Eternizado por seus gols e atuações na Copa do Mundo de 1994, quando foi campeão e eleito o melhor jogador, Romário é considerado um dos maiores centroavantes da História do futebol brasileiro e mundial

VEJA MAIS