Elevação do Rio Muriaé deixa Itaperuna, Italva e Cardoso em alerta

A Prefeitura de Itaperuna colocou o município em estágio de alerta nível laranja devido à subida do nível do rio

As fortes chuvas que vêm caindo na zona da mata de Minas Gerais elevaram o nível do Rio Muriaé, que também corta municípios do Noroeste Fluminense. Um deles é Itaperuna, a maior cidade daquela região. Às 11h29 da manhã deste sábado (26/11) a prefeitura informou que o município entrou em estágio de alerta nível laranja. De acordo com a publicação da prefeitura, às 10h15 o nível chegou a 3,94 metros (o status de ALERTA é decretado quando as cotas situam-se entre 3,89m e 4,19m). “Segundo a SEMDEC, a previsão de precipitação (quantidade de chuva) no setor da Bacia Hidrográfica do Rio Muriaé, à montante de Itaperuna, para as próximas 24 horas é relativamente ALTA, variando entre 22 mm e 45 mm (Miraí, Muriaé, Patrocínio do Muriaé e Laje do Muriaé), razão pela qual o nível verificado na calha poderá sofrer acréscimos nas próximas horas, o que acarretaria na elevação do estágio para o nível de ALARME (Cotas entre 4,19m E 4,49m)”, diz a publicação feita na página oficial da prefeitura.

Ainda no Noroeste, o Rio Muriaé passa por Italva e Cardoso Moreira antes de desaguar no Rio Paraíba em Campos. Segundo a Secretaria do Ambiente e Defesa Civil de Cardoso Moreira, às 07h45 o nível do rio no município era de 5,71 metros, sendo que a cota de transbordo é de 8 metros. “Defesa Civil em estágio de ATENÇÃO”, diz a publicação feita pela secretaria. Segundo o aplicativo Hidroweb, da Agência Nacional de Águas, às 12h45 o nível do rio em Cardoso era de 5,92. Já em Italva, segundo o portal Italva em Foco, com a elevação do nível do rio a água já começou a sair de sua calha normal em alguns pontos da cidade, como na Rua João da Silva Moço no Parque Industrial (foto abaixo).

continua após a foto

Estado em alerta
A Defesa Civil Estadual decretou estágio de alerta em todo estado em decorrência das chuvas intensas. Toda a estrutura da secretaria e do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro (CBMERJ) ficará de prontidão, nas próximas 72 horas, atuando para prevenir e minimizar danos causados pelas precipitações.

“A Sedec-RJ está em contato permanente com as autoridades municipais e à disposição em caso de necessidade. Os agentes seguem monitorando as condições meteorológicas e os níveis pluviométricos do território fluminense, enviando alertas para as regiões em caso de riscos hidrológicos e geológicos, e dando suporte quando as ocorrências extrapolam a capacidade de resposta da gestão municipal”, diz o aviso do estado.

VEJA MAIS

VEJA MAIS