Edital para concessão da Cedae não prevê aumento da tarifa atual; leilão acontece em dezembro

Em nossa região, fazem parte do novo leilão os municípios de Bom Jardim, Bom Jesus do Itabapoana, Macuco, Natividade, São Fidélis, São José de Ubá e Trajano de Moraes

O edital publicado pelo Governo do Estado para a chamada fase 2 da concessão da Cedae prevê que não haja aumento da tarifa atual da Cedae. O edital prevê que a tarifa social, que hoje alcança 13 mil pessoas, chegue a 136 mil pessoas. Com o novo projeto a expectativa é de geração de 4,7 mil empregos diretos e indiretos.

A chamada fase 2 na verdade é o bloco 3, o único bloco em que não houve empresas interessadas no leilão realizado em abril. Segundo o Governo do Estado, esse é o maior projeto socioambiental do país e, nesta nova etapa, vai garantir a universalização dos serviços de saneamento para mais 21 municípios e 2,7 milhões de pessoas.

Pelas projeções do estado, nesta fase serão cerca de R$ 4,7 bilhões em investimentos. A outorga, ou seja, o dinheiro que as empresas devem pagar ao estado, é de no mínimo R$ 1,16 bilhão, mas o valor pode chegar a R$ 2,5 bilhões. No total, o estado prevê que isso deve representar até R$ 7,3 bilhões em impactos na economia durante o tempo de concessão, que é de 35 anos. Além disso, também estão previstos R$ 23,6 bilhões de investimentos em operação e manutenção ao longo do período.

O leilão está programado para ser realizado no dia 29 de dezembro. Os municípios que integram o bloco são: Bom Jardim, Bom Jesus do Itabapoana, Carapebus, Carmo, Itaguaí, Itatiaia, Macuco, Natividade, Paracambi, Pinheiral, Piraí, Rio Claro, Rio das Ostras, Rio de Janeiro (Zona Oeste/AP-5), São Fidélis, São José de Ubá, Sapucaia, Seropédica, Sumidouro, Trajano de Moraes e Vassouras.

VEJA MAIS

VEJA MAIS