Criança de 3 anos é internada após ser picada por escorpião em São Fidélis

A criança permanece internada na UTIP do Hospital Ferreira Machado, em Campos

Imagem ilustrativa

Uma criança de apenas três anos foi picada por um escorpião em São Fidélis, no Norte Fluminense. O caso aconteceu nesta quarta-feira (19/05) na localidade de Brejinho, onde a menina mora. Ela teria sido levada ao Hospital Armando Vidal por familiares, mas precisou ser transferida para o Hospital Ferreira Machado, em Campos, já que o município não possui o soro antiescorpiônico.

Tem Instagram ❓❓ Siga o SF Notícias no Insta > @sfnoticias

Em nota a assessoria do Hospital Ferreira Machado informou que a criança deu entrada ontem por volta de 14h e recebeu o soro específico para picada de escorpião, logo em seguida. “Foi internada, de forma preventiva, na Unidade de Terapia Intensiva Pediátrica (UTIP). Seu quadro é estável, sem maior gravidade no momento, mas permanecerá sendo observada na UTIP” – informou a unidade. A Vigilância Ambiental informou que até o momento não recebeu nenhuma notificação.

De acordo com a Vigilância Ambiental, o trabalho feito contra escorpião acontece mediante as denúncias de aparições ou em casos de acidentes. “Contra escorpião a Vigilância Ambiental não pode aplicar qualquer tipo de inseticida por ser proibido. Em área urbana é feito uma vistoria quando existe a denúncia ou acidente no entorno da localidade, onde é feito o trabalho educativo a população local informando os cuidados que são: Higiene do ambiente que consiste em manter quintal, varanda e proximidades sempre limpos; escorpiões procuram lugares quentes e úmidos então é informado também quanto a esse cuidado a ser tomado para quem está sempre lavando os quintais” – disse o coordenador do setor, Damian Wander.

O coordenador explicou ainda que o acabamento do local também é vistoriado, pois geralmente em paredes que estão só chapiscadas é um ambiente favorável para a reprodução do animal. “Orientamos também quanto a utilização de inseticidas, pois escorpiões comem outros pequenos insetos e a utilização do inseticida pode acabar por levar o escorpião a procurar alimentos dentro de casa.  Ademais, orientamos que não se deve tentar fazer a captura do animal com as mãos. Em localidades de zona rural são passadas as mesmas orientações e o aconselhamento a quem quiser/puder criar galinhas nos quintais, pois as mesmas são predadores naturais do escorpião” – disse.

VEJA MAIS

VEJA MAIS