Contra alta de preços dos combustíveis, caminhoneiros devem fazer nova greve a partir do dia 25 de julho

A convocação para a greve foi feita pelo Conselho Nacional de Transporte Rodoviário de Cargas. "Simplesmente aumentam os preços e nos apresentam a conta. Trata-se de uma prática abusiva prevista e proibida pelo Código de Defesa do Consumidor”.

O Conselho Nacional de Transporte Rodoviário de Cargas (CNTRC) convocou toda a classe de trabalhadores empregados e autônomos em transporte rodoviário de cargas, sindicatos, associações e cooperativas de caminhoneiros de todas as unidades da federação brasileira para uma nova greve a ser iniciada no dia 25 de Julho (Dia do Caminhoneiro) sem prazo definido para encerramento. O comunicado foi publicado nas redes sociais do Conselho nesta quinta (17).

Tem Instagram ❓❓ Siga o SF Notícias no Insta > @sfnoticias

Em nota pública divulgada nas redes socias, o Conselho diz que a greve é fruto de tentativas frustradas de negociação com a Petrobras pedindo o abandono da política de preços da estatal. Na nota o CNTRC afirma que a política de preços tem “composição abusiva na formação de preço do combustível nacional, inclui variações baseadas em moeda estrangeira e critérios não econômicos e em desacordo com a realidade econômica nacional”. O conselho destaca ainda que não só os caminhoneiros, mas toda a população brasileira, vêm acompanhando a escalada nos preços dos combustíveis (gasolina, diesel e gás de cozinha) desde o início de 2021, promovida pela estatal de petróleo Petrobras, sem qualquer justificativa plausível apresentada. “Simplesmente aumentam os preços e nos apresentam a conta. Trata-se de uma prática abusiva prevista e proibida pelo Código de Defesa do Consumidor” – diz trecho da nota.

VEJA MAIS

VEJA MAIS