Com retomada dos eventos e busca por ornamentação, mercado de floriculturas cresce em 2021

Segundo o Instituto Brasileiro de Floricultura (Ibraflor), houve um crescimento médio de 15% neste mercado em relação a 2020

Foto: David Bartus/ Pexels

Segundo o Instituto Brasileiro de Floricultura (Ibraflor), houve um crescimento médio de 15% neste mercado em relação a 2020. Os números são consequência não só da retomada econômica, quanto de eventos sociais e casamentos. Afinal, o segmento de decoração é responsável por 30% das vendas de floricultura no Brasil.

Mas, além do retorno das vendas das chamadas flores de corte, que são usadas nos eventos, houve também um notório crescimento na procura por plantas verdes e flores de vaso. Isso porque os brasileiros buscaram alternativas para deixar a casa mais aconchegante e ter um mínimo de contato com a natureza no período de isolamento.

Ainda de acordo com o Ibraflor, a profissionalização e o dinamismo comercial da floricultura são fenômenos relativamente recentes no país. No entanto, a atividade já contabiliza números extremamente significativos.

Nos últimos cinco anos, o setor ornamental tem obtido um crescimento bastante aceitável considerando que a verba de marketing e propaganda tem sido muito baixa e é nula quando se trata de promover o setor como um todo.

Além disso, o Brasil conta, atualmente, com cerca de 8 mil produtores de flores e plantas. Juntos, eles cultivam mais de 2500 espécies com cerca de 17.500 variedades.

No Rio de Janeiro, dados da Emater-Rio mostram que este segmento tem contribuído de forma efetiva para geração de emprego e renda no meio rural do estado.

Seja para enfeitar a casa para o verão, presentear ou ainda decorar um ambiente de evento, quem está em busca de floricultura no RJ encontra uma infinidade de opções tanto em lojas físicas, quanto virtuais.

A Giuliana Flores, por exemplo, oferece opções de buquês, arranjos e vasos para todas as ocasiões, podendo entregar direto em casa na capital fluminense, ou então possibilitando o cliente de escolher suas flores em lojas físicas espalhadas pela cidade – perto, inclusive, dos principais pontos turísticos locais.

VEJA MAIS

VEJA MAIS