Com passagem de três frentes frias, agosto deve ser mais frio do que o normal no RJ

Como o ar frio vai predominar neste mês, agosto vai ter aquela sensação de que o frio não passa, segundo a Climatempo
Fotos: SF Notícias

O mês de agosto começou e a previsão é de que o frio continue com a passagem de três frentes frias: uma por volta do dia 5, outra na virada da quinzena e uma terceira na última semana. Segundo a Climatempo, até o momento os modelos indicam que a primeira frente fria deve provocar mais chuva e a segunda deve trazer uma massa de ar frio mais intensa. “Devido ao avanço dessas novas massas de ar frio, agosto vai ser mais frio do que o normal em toda a Região Sul, São Paulo, Rio de Janeiro, metade sul de Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, leste de Mato Grosso, Rondônia, Acre e parte do Amazonas” – prevê o portal.

Tem Instagram ❓❓ Siga o SF Notícias no Insta > @sfnoticias

Como o ar frio vai predominar neste mês, agosto vai ter aquela sensação de que o frio não passa. Até o momento, não há previsão de uma massa de ar frio mais intensa do que as de julho, mas o frio vai ser mais duradouro, ainda de acordo com a Climatempo. O mês começa com temperatura em elevação no Sudeste e faz calor no Rio de Janeiro. No final da primeira semana, entre os dias 5 e 6, uma frente fria vai chegar à Região praticamente sem provocar chuva, mas a queda de temperatura é significativa entre São Paulo e o Rio de Janeiro. O frio não será duradouro e a temperatura logo começa a subir.

Na segunda semana do mês, outra frente fria vai passar pelo Sudeste. Esse sistema deve provocar chuva e queda de temperatura novamente entre São Paulo e Rio de Janeiro, levando chuva fraca a moderada às regiões mais litorâneas. Apesar disso, não se descarta a ocorrência de chuva moderada a forte de forma mais pontual. No início da segunda quinzena, entre os dias 17 e 18, a terceira frente fria deve chegar à região, dessa vez acompanhada de uma massa polar de forte intensidade, fazendo a temperatura cair de forma expressiva nos quatro estados do Sudeste. O frio será mais prolongado e a temperatura só volta a subir na última semana do mês.

VEJA MAIS

VEJA MAIS