Caso Hélio Sales: polícia encontra corpo e suspeito será levado para Itaocara

Polícia aguarda o reconhecimento do corpo por parte dos familiares. Empresário está desaparecido desde o dia 26
Imagens: SF Notícias

Durante as diligências e investigações sobre o desaparecimento do empresário Hélio Amaral de Sales, de 52 anos, a Polícia Civil de Itaocara localizou no começo da tarde desta quarta-feira (30/12) o corpo de um homem em um rio no município de Leopoldina, em Minas Gerais. Pelo fato de estar em estado inicial de decomposição, a polícia não confirmou se o corpo é do empresário e aguarda a chegada de familiares que irão fazer o reconhecimento. Além de empresário, Hélio também é presidente da Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL) de Itaocara, Aperibé e Cambuci. O suspeito do crime será levado para a delegacia de Itaocara. O empresário foi visto por último no começo da tarde de sábado (26/12) ao sair de sua loja, no calçadão do Centro de Itaocara. Desde então não deu mais notícias, e ninguém conseguiu contato com o empresário. Assim que foi comunicada sobre o desaparecimento, a polícia iniciou as investigações. Hélio dirigia um carro Cruze LTZ 2017 branco e estava com uma camisa verde.

continua após a imagem

imagem: O Vigilante Online

Encontro do carro
O veículo foi encontrado na noite de segunda-feira (28/12) em Leopoldina, Minas Gerais. De acordo com a polícia mineira, na noite desta segunda, por volta de 22h30min, policiais visualizaram o veículo – na área central de Leopoldina – sendo conduzido por um homem e deram ordem de parada, mas o motorista não obedeceu e fugiu em alta velocidade. O veículo chegou a ser perseguido por diversas ruas, mas o condutor conseguiu fugir. Momentos depois a polícia recebeu denúncias de que o veículo estaria abandonado e trancado, e o carro foi encontrado no meio do mato, em uma rua sem saída, no bairro Eldorado. A polícia mineira já estava ciente do desaparecimento do empresário devido aos compartilhamentos em redes sociais. Um dia antes de ser recuperado, o carro do empresário havia sido flagrado por câmeras de monitoramento do radar localizado no KM 765 da BR-116, em Leopoldina, seguindo em direção ao Rio de Janeiro.

continua após a imagem

Suspeito
Câmeras de monitoramento ajudaram a polícia a identificar o suspeito de envolvimento no desaparecimento do empresário. Através de um trabalho de investigação do setor de inteligência, a Polícia Civil de Itaocara, coordenada pelo delegado titular da 135ª Delegacia de Polícia, Dr. Rodrigo Maia, identificou e localizou o suspeito de envolvimento. O crime chegou a ser investigado como possível sequestro. Agentes da 135ª DP monitoraram, por meio de análise de câmeras todos os passos do suspeito, desde a compra da passagem em Minas Gerais, a chegada em Santo Antônio de Pádua e entrando em um motel em Aperibé.

O empresário e o suspeito teriam se encontrado em uma Praça de Pádua. As imagens mostram o suspeito comprando passagem na rodoviária de Leopoldina às 09h38 da manhã do último dia 26, dia do desaparecimento do empresário. Horas depois, às 11h44, ele desce de um ônibus no terminal rodoviário de Santo Antônio de Pádua.

VEJA MAIS

VEJA MAIS