Brasil rumo a legalização dos casinos? O que pensa o governo

Desde o começo do presente ano, muito antes da descoberta do novo Covid-19, especulou-se sobre o futuro dos jogos de aposta no Brasil
Fotos: Reprodução/ Casinos.pt

Desde o começo do presente ano, muito antes da descoberta do novo Covid-19, especulou-se sobre o futuro dos jogos de aposta no Brasil, para ser mais específico, sobre a possível legalização e abertura de casinos no país. Mas de fato o governo já cogitou em legalizar as atividades das casas de jogos? O que pensa o Presidente e o Vice Presidente da República sobre este assunto? Países como o Canadá e Estados Unidos fazem fortunas em locais que eram completamente isolados e sem nenhum tipo de indústria através das famosas casas de apostas. Seria esta uma opção para o Brasil? Ou manter a proibição dos cassinos ainda é a melhor saída?
Possível sinalizações do Vice Presidente Mourão
O vice-presidente do Brasil, Hamilton Mourão, tem se mostrado a favor da legalização do jogo no território. Pelo menos é o que muitos têm interpretado. O anúncio representa uma virada no país Sul-Americano. Ainda que o governo não tenha, de fato, se pronunciado de forma oficial acerca do tema, segundo relatos do site especializado BNLdata, Mourão tem defendido a instalação de alguns cassinos em diversos estados. É o que relata também o Portal Italiano “AgiproNews”. Além disso, há a vontade de que o projeto de legalização do jogo se transforme em lei durante o governo do atual presidente, Jair Bolsonaro o que chamam das asas para esta conta.

Além disso, segundo o portal Brasileiro, informações do ICE de Londres prevêem que o Brasil poderá ter 35 cassinos em resorts de todo o país. Logicamente, a proposta de casinos vai totalmente na contra-mão de bancadas como a Evangélica e Católica, fortes apoiadoras do atual presidente Jair Messias Bolsonaro. Esta oposição de grupos religiosos que têm influência direta no governo sem sombra de dúvidas pode ser um empecilho mais que óbvio ao tema da legalização dos cassinos no Brasil. Enquanto os casinos reais não são legalizados, os fãs de jogos de apostas acabam se contentando com o universo das plataformas como a Casinos.pt, que por sinal, tem passado por uma grande evolução e tem ganhado estéticas cada vez mais próximas aos casinos físicos, além de também oferecer de maneira online todos os jogos de casinos como a banca francesa, o keno, o bacará, entre outros.
O Boom das plataformas de jogos de aposta onlines
O Brasil tem sido visto como um dos mercados de maior potencial no mundo, no que diz respeito a jogos online. Não somente em função de seu tamanho continental e população de quase 220 milhões de habitantes, mas especialmente pelo real interesse em plataformas de apostas por parte de uma quantidade enorme de Brasileiros que jogam online. Além disso, estuda-se que a pandemia somente fez fomentar o boom deste nicho, que oferecem entretenimento para todos os gostos e “bolsos” sem que o jogador sequer tenha que sair de casa. Nos últimos 5 anos, diversas notícias de empresas estrangeiras comprando pequenas companhias nacionais visando alcançar o público Brasileiro foram noticiadas.

Embora a tendência de crescimento se mantenha estável há algum tempo, dado que o jogo à distância tem sempre aumentado mês a mês, foram registradas tendências extraordinárias nas semanas centrais do ano, ligadas justamente à emergência. Veja, por exemplo, o crescimento do pôquer online, que após anos de declínio está voltando a números positivos. No entanto, seria impreciso falar de “boom”, visto que a maioria dos números deriva de uma mudança de jogadores de um jogo para outro, principalmente devido à falta de eventos esportivos nos calendários de apostas, que tem visto muitos usuários apostando no casino em vez de apostar nos (poucos) eventos menores.
Casinos físicos versus plataformas online
Os casinos físicos podem trazer muitos danos a comunidade em que se localizam. Muito fala-se da geração de emprego, e pouco ainda é discutido sobre as mazelas que o universo do vício pode trazer. Tanto ainda deve ser analisado. Não podemos utilizar cem por cento os exemplos do Canadá, Estados Unidos e Austrália para o Brasil visto que nossa realidade geográfica, política e socioeconômica são completamente diferentes. Alguns especialistas defendem que as plataformas onlines podem ser menos danosas na esfera social. No entanto, precisamos destacar que é preciso separar o “joio do trigo”, isto é, as plataformas honestas das fraudes.
https://www.casinos.pt/bonus/sem-deposito/

VEJA MAIS

VEJA MAIS