quinta-feira , 29 outubro 2020

Bombeiros usam drone para monitorar as praias do Rio

Fotos: SF Notícias / reprodução

O Corpo de Bombeiros do Estado do Rio de Janeiro tem utilizado um drone para garantir a prevenção de afogamentos e realizar a busca de vítimas nas praias da orla do Rio. O aparelho, que atinge 30 metros de altura, é operado por bombeiros vinculados à Coordenadoria de Operações com Veículo Aéreo Não Tripulado (Covant). Com visão privilegiada das áreas de risco, a tecnologia tem ajudado o Grupamento Marítimo (Gmar) da corporação a evitar mortes.

– Somos acionados pelos grupamentos de área para atuarmos na prevenção e nas buscas de vítimas de afogamentos. No primeiro caso, trabalhamos no monitoramento das regiões de risco para que o grupamento possa fazer a sinalização e garantir a prevenção de situações críticas envolvendo banhistas. Identificamos valas, correntes e áreas profundas. Também somos acionados para a busca de corpos, já que a tecnologia permite uma visão privilegiada das áreas. No verão, oferecemos este apoio, já que as praias estão lotadas e muitos banhistas acabam sendo pouco cautelosos no mar – afirmou o tenente-coronel Rodrigo Bastos, responsável pela Coordenadoria de Operações com Veículo Aéreo Não Tripulado.

Dois bombeiros por dia, de um total de 14 militares, operam o equipamento, que transmite imagens para um tablet e para o Centro de Operações do Corpo de Bombeiros em tempo real.

Os militares que operam o drone foram treinados no Corpo de Bombeiros em um curso de 240 horas. Todos os participantes estão registrados na Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

– Temos um acordo operacional com o Departamento de Controle do Espaço Aéreo. Podemos agir de forma emergencial, comunicando a Aeronáutica. No total, 14 homens já se formaram na primeira turma. Eles receberam informações sobre temas como Segurança de Voo, Meteorologia, Filmagem e Edição de Imagens, Posicionamento da Ferramenta, Orientação com GPS e Regras de Controle de Tráfego Aéreo. Nossos profissionais também treinam em simuladores e com o equipamento – acrescentou o militar.

Baixe agora o Aplicativo do SF Notícias em seu celular, é grátis! https://goo.gl/w4WvaY

Mais do SFn